Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de fevereiro, 2010

Perambulando #12 - Mariana Magnavita

Mariana Magnavita, no seu 1º show em Salvador-BA Perambulando é uma seção deste blog destinada a expôr os vídeos que irei registrar nas andarilhadas por aí. Ontem foi o show de estreia em terra soteropolitana da baiana expatriada Mariana Magnavita , 27, cantora e compositora radicada em Oxford (Ing) há 16 anos. Aproveitando férias por aqui, juntou-se à produção precisa de Érica Telles e Ricardo Dantas , e apresentou um show intimista, no aconchego do Ciranda Café (Fonte do Boi, Rio Vermelho), baseado em seu 1º CD, White , lançado de forma independente na gringa. Acompanhada pela precisão dos excelentes músicos Jorge Solovera (violão e direção musical), Fernanda Monteiro (violoncelo) e Laura Jordão (viola), Mariana abriu o show sozinha, cantando London London , de Caetano Veloso. O público, repleto de amigos e familiares, lotou o espaço sentado no chão, em almofadas, numa situação um pouco desconfortável, e o ar condicionado não funcionou direito. Mesmo assim, a voz suave e p

Q.I.: Mariana Magnavita e Seminário Economia da Música

Sexta 26/02 Mariana Magnavita O público baiano poderá conferir em casa o novo trabalho da cantora e compositora Mariana Magnavita , o álbum White (2009). A artista, que vive em Oxford, Inglaterra, e passa temporada de verão em Salvador, apresentará repertório baseado no disco, no Ciranda Café, no dia 26.02, ao lado de Jorge Solovera (violão), Fernanda Monteiro (violoncelo) e Laura Jordão (viola) – integrantes da Orquestra Sinfônica da Bahia . Será o primeiro show de Mariana fora da Inglaterra. De estilo folk, com nuances do pop e da música celta, White é o primeiro disco da artista e foi elogiado por revistas especializadas britânicas, como Nightshift e Oxford Music Scene . Trata-se de um trabalho solo, independente, marcado pela voz melodiosa de Mariana na execução de canções de sua autoria que falam de vivências pessoais, refletindo temas universais, como amor e espiritualidade. As músicas são enriquecidas pela presença de instrumentos acústicos como violino, flauta do

Estação Jazz #12: The Bad Plus

The Bad Plus A atração do Estação Jazz desta segunda é o power trio de jazz norte-americano The Bad Plus . Formado no ano 2000, possui seis álbuns lançados e ficou famoso por suas virtuosas versões para clássicos do rock. No programa de hoje, vamos conferir essas furiosas releituras para Black Sabbath ( Iron Man ), Yes ( Long Distance Runaround ), Rush ( Tom Sawyer ), Nirvana ( Smells Like Teen Spirit ) e Pink Floyd ( Comfortably Numb ), entre outros, além de composições próprias. Quem trouxe a atração foi o convidado especial Alan Lobo , o Lobão, produtor cultural e pesquisador musical, que faz sua estreia nas ondas do rádio. Além de Mirdad , vai rolar a competente apresentação de Leto Vieira , que substituiu dignamente o gran chief Mário Sartorello . Serviço: Estação Jazz #12 com The Bad Plus 21h - Educadora FM 107,5 www.educadora.ba.gov.br Confira aqui o Myspace do power trio e o site oficial. .

Filho de Gandhi, por Suzanne Bouron

Suzanne Bouron Filho de Gandhi Publicado em 15/02/10 www.flickr.com/photos/laphotodujour .

Perambulando #11 - Tiganá & Luiz Brasil

Luiz Brasil e Tiganá Santana Perambulando é uma seção deste blog destinada a expôr os vídeos que irei registrar nas andarilhadas por aí. Depois de alguns meses fora do ar, a seção volta com tudo; de primeira mão, exclusivo do blog El Mirdad - Farpas e Psicodelia , destaco, na íntegra, o show da dupla espetacular de músicos baianos Tiganá Santana e Luiz Brasil , que rolou no dia 13.01.10 no restaurante Tom do Sabor , Rio Vermelho, em Salvador-BA. Acompanhados pelo exímio percussionista baiano Antenor Cardoso , os amigos celebraram a eficiente parceria que foi concretizada no álbum Maçalê , que será lançado em breve. Trata-se do álbum de estreia de Tiganá, que foi produzido por Luzbra, fruto de um edital ganho (1º lugar) em 2008. Dois violões, aço e nylon, a percuteria de Antena e um repertório conciso, autoral de ambos, acrescido de duas canções do eterno mestre Dorival Caymmi . Nada mais que isso. E a plateia hipnotizada, nas confortáveis instalações do restaurante musical. É o

Especial: Rodrigo Damati (again)

Íntegra das tirinhas Que Atirem a Primeira Pedra ; O Pato, Semana Sci-Fi 01 ; Quase um Script de Manoel Carlos ; Lojinha de Conveniências ; Deixa, Deixa, Deixa ; Natal em Família (Dos Outros) ; Bastava o Sunguete... ; DEDEX - O Poder da Boa Leitura ; Pior, Pior Mesmo ; Amigo é Pra Essas Coisas ; E Vá Cuidar da sua Vida, Antes que me Esqueça ; e Amigável Lista de Afazeres do Dia , de Rodrigo Damati , publicadas no fotolog 29 Tiras (2009-2010). www.fotolog.com.br/29tiras .

Especial: Bob Marley

foto: Adrian Boot Hoje, caso estivesse vivo, Bob Marley faria 65 anos. Quero prestar aqui a minha homenagem a este grande artista, um ícone insuperável, responsável pela maior experiência que tive e que tenho em relação à música. Dentre tudo que já ouvi na minha curta existência, nada chegou próximo aos efeitos que suas canções (e arranjos da maior banda de reggae de todos os tempos, The Wailers ) provocam em mim. Ninguém. É o meu ídolo musical mor (nunca só, sempre com a sua banda), que conheci em 1995 e levo comigo pro resto do que me resta. Muito obrigado, Robert Nesta Marley O.M . Jah live! Bob Marley & The Wailers - Zimbabwe .

Especial: Rafael Kent

Rafael Kent Tiago Aziz - Festival de Verão 2010 Publicado em 24/01/10 www.fotolog.com.br/rafaelkent

Pílulas: Katherine Funke

Katherine Funke é uma jornalista catarinense, radicada na Bahia, repórter da revista Muito , que curte escrever e fazer música ao seu modo. “Caseiro”, como diz. Possui os blogs Notas Mínimas e Histórias da Katherine ; este, de onde foram pilulados os versos a seguir. Tem ainda o twitter Micronotas , pra quem quiser persegui-la. Boa leitura! "... a bola branca perfeita entra pelas pupilas meus olhos, imensos, enxergam as formigas que caminham no jardim carregando pedaços pequenos das flores que saíram de mim ------ Grite mais alto! Se ninguém te ouve Levante a voz Porque pensamentos Invisíveis nada fazem A não ser atormentar As cabeças onde nascem ------ aceito o banzo que a escuridão traz, só para ter, quiçá, a paz fugaz de um sonho bom ------ Já é tão cedo e já não tenho nem para respirar! Relógio sem razão, este das rotinas! ------ Um poeta nunca está longe de si mesmo. Ele carrega um pouco da própria poesia em cada passo palavra pedra escalada até mesmo quando su