Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de julho, 2014

Composições de Emmanuel Mirdad: Repertório Pássaros de Libra

No segundo semestre de 1999, o produtor Emmanuel Mirdad começou a gravação do álbum " O Primeiro Equilíbrio ", do duo Pássaros de Libra , formado por ele e o guitarrista e compositor Juracy do Amor , que foi improvisado como cantor no álbum. Nos arranjos e programações de samplers, o pianista André Magalhães , dono do estúdio Submarino e responsável pela gravação. A seguir, as cinco melhores composições do repertório dessa época: Jungle-balada que reflete sobre o erro de lamentar a morte por muito tempo. No vocal, Juracy do Amor , e nos arranjos e programações, André Magalhães . A melodia foi baseada na canção " The Moon and The Julius ", o título roubado do xaxado " Antes Tocava Gonzaga " (ambas de Emmanuel Mirdad ), e a reinserção no repertório do álbum demo do Pássaros de Libra por sugestão de André (a gravação ocorreu entre 1999 e 2000 e foi a primeira experiência de Mirdad como produtor). Em 2014, ao divulgar as melhores músicas do

Lançamento da Flica 2014

Nova marca da Flica produzida pelo Doismileum Art Lab Novo site da Flica desenvolvido pela Malagueta Interativa A data da 4 ª edição da Flica: de 29 de outubro a 02 de novembro de 2014 Cobertura do lançamento pelo jornal Correio (30/07/2014) Cobertura do lançamento pelo portal G1 Bahia – leia aqui Cobertura do lançamento pelo jornal A Tarde (30/07/2014) Cobertura do lançamento pelo BATV da TV Bahia – veja aqui Patrocinadores da Flica 2014 confirmados até agora

Composições de Emmanuel Mirdad: Nu, Tempestade

Groove com naipe de metais, traz na letra o poema " Nu, Tempestade ", um dos prediletos do poeta Emmanuel Mirdad , presente no livro " Nostalgia da Lama " (Cousa, 2014), que traz a perplexidade do ser humano que descobre que não há sentido, e por não estar nem fixo, nem pássaro, como irá concretar sua existência. Na cozinha, Hosano Lima Jr. e Artur Paranhos , da Orange Poem , na guitarra funkeada, o gruvento Eric Gomes , da Pedradura , e no naipe de metais, grandes músicos da Bahia como o saxofonista Eric Almeida . Ouça no YouTube aqui Ouça no Spotify aqui Ouça no YouTube Music aqui Ouça no SoundCloud aqui Ouça no Deezer aqui Ouça na Apple Music aqui Nu, Tempestade (Emmanuel Mirdad) BR-N1I-08-00001 Nunca estive tão nu; me desmonto em pedaços desconexos Do quebra-cabeça qu’eu não montei, a auto-piedade agora me esfacela Há um cão no chão que me acolhe Meu fiel, me fez feliz e morreu Sempre ouço teus suplícios nas noites em que berro ingratidão

Composições de Emmanuel Mirdad: El’eu

Mistura braba de groove blues, com pitada de faroeste surf music e um refrão pop. A sequela é grata aos teclados de Tadeu Mascarenhas e à voz "espírito" de Ildegardo Rosa (1931-2011), pai do compositor, e às risadas macabras do cantor. É uma versão da melodia da canção " Madness ", do repertório da Orange Poem (presente na gravação com os músicos laranjas Hosano , Zanom e Artur ), que ficou tão boa que fez Emmanuel Mirdad descartar a original. O poema trata da dualidade do ser humano e a importância da pertença do mal, desde que seja dosado na medida em que se precisa, pois "é o que arrebata, arregaça e anoitece, o alimento que impulsiona o equilíbrio entre o caos e a abonança". A canção foi selecionada entre as 50 melhores do Festival de Música Educadora FM de 2007. Ouça no YouTube aqui Ouça no Spotify aqui Ouça no YouTube Music aqui Ouça no SoundCloud aqui Ouça no Deezer aqui Ouça na Apple Music aqui El’eu (Emmanuel Mirdad) BR-N1I-

Composições de Emmanuel Mirdad: Fantoche

Psicodelia progressiva, faz uma homenagem ao som da Orange Poem (com a presença de dois músicos laranjas, Artur e Hosano , e mais Emmanuel Mirdad ) e ao pai filósofo e poeta do compositor, Ildegardo Rosa (1931-2011), o Mestre Dedé , que recita suas teorias sobre a ilusão. Com a cadência circense da bateria, o baixo hipnótico e mântrico e floreios etéreos de guitarra, o poema é irônico e provocador. A composição foi gravada no EP ID , primeiro trabalho solo de Mirdad , lançado em 2008, e está presente no álbum la sangre , disponibilizado nas plataformas digitais em 2021. Ouça no YouTube aqui Ouça no Spotify aqui Ouça no YouTube Music aqui Ouça no SoundCloud aqui Ouça no Deezer aqui Ouça na Apple Music aqui Fantoche (Emmanuel Mirdad) BR-N1I-08-00003 Se a vida me fosse conto de fadas, qual dos meus sapos daria o beijo de plástico? Se a vida me fosse cinema de Hollywood, que raciocínio escaparia de tal narrativa e estrutura imbecil? Se a vida me fosse apocalipse,

Orange Poem — Primeiras resenhas em jornal e internet

Jornal A Tarde Caderno Dez 22/09/2005 Som Laranja A banda baiana Orange Poem lança amanhã seu primeiro CD, "Shining Life, Confuse World", apostando em rock com cara antiga Pedro Fernandes É como se todos estivessem numa festa que se alongou por anos e todos já tivessem feito de tudo. Nada mais choca ninguém. Logo a festa ficou chata, alguns voltam para casa, outros seguem numa dança que já perdeu o sentido. O fazem por puro hábito. Entre os que voltaram para casa está a banda baiana Orange Poem. Formada por Emmanuel Mirdad [vocais e guitarra], Fábio Vilas-Bôas [guitarra], Marcus "Jesus" Vinícius [guitarra], Fabrício Mota [baixo] e Hosano Júnior [bateria], lança seu primeiro CD, "Shining Life, Confuse World", amanhã, na festa Laranja Rock [ver serviço] A analogia acima pode parecer estranha, mas será explicada. Hoje, para algo ser bom, hype, cult, [pós] moderno tem que basicamente ser diferente. Pretensamente originais, algumas bandas novas

A descoberta do mundo, de Clarice Lispector — Parte 02

Clarice Lispector Foto: Divulgação | Arte: Mirdad "Se é verdade que existe uma reencarnação, a vida que levo agora não é propriamente minha: uma alma me foi dada ao corpo. Eu quero renascer sempre. E na próxima encarnação vou ler meus livros como uma leitora comum e interessada, e não saberei que nesta encarnação fui eu que os escrevi" "É inútil esquivar-se: há o silêncio. Mesmo o sofrimento pior, o da amizade perdida, é apenas fuga. Pois se no começo o silêncio parece aguardar uma resposta – como ardemos por ser chamados e responder! – cedo se descobre que de ti ele nada exige, talvez apenas o teu silêncio. Quantas horas se perdem na escuridão supondo que o silêncio te julga – como esperamos em vão por ser julgados pelo Deus. Surgem as justificações, trágicas justificações forjadas, humildes desculpas até à indignidade. Tão suave é para o ser humano enfim mostrar sua indignidade e ser perdoado com a justificativa de que se é um ser humano humilhado de nascenç

Poema de Herculano Neto no EP Balance da Orange Poem

Capa do livro de Herculano Neto e do EP da Orange Poem A cinematográfica " Child's Knife " é a música que abre o EP Balance , da banda baiana The Orange Poem , que traz em seu final psicodélico um poema em francês, de autoria do escritor baiano Herculano Neto , em tradução de Pedro Vianna. O poema " Les autres " faz parte do mais novo livro do autor santamarense, " A casa da árvore " (Mondrongo, 2014), que eu tive o prazer de escrever um trechinho de sua orelha e pilular uns trechos (veja aqui ). Conheça-o (e mais abaixo escute-o na faixa do poema laranja): les autres Herculano Neto le septième sceau le sixième sens le cinquième élément le quatrième pouvoir la troisième vision la seconde chance à première vue le dernier des mohicans ----- Original em português: os outros Herculano Neto o sétimo selo o sexto sentido o quinto elemento o quarto poder a terceira visão a segunda chance à primeira vista o último dos

Produções de Emmanuel Mirdad

O produtor cultural  Emmanuel Mirdad começou a sua carreira em setembro de 1999 . Produziu discos e a banda  Orange Poem , foi agente de shows e produtor executivo, e partiu para o empreendedorismo, sendo sócio e diretor de três empresas: Putzgrillo Cultura (2008-2012), Mirdad — Gestão em Cultura (2013-2014) e Cali (2013-2021). A sua principal função nos projetos é a de Coordenador Geral . É o responsável pela criação de conteúdo e de propostas inovadoras, análise do mercado e gestão de crise. O produto mais reconhecido do seu trabalho (criação e coordenação) é a festa literária Flica . É especializado na criação, elaboração e prestação de contas de projetos culturais, gestão de conteúdo de produtos culturais (curadoria e coordenação da campanha promocional — VT, spot, impressos, merchandising, etc. —, redes sociais, registros audiovisuais e fotográficos dos produtos), captação de recursos via leis de incentivo, editais e mercado, experiência e know-how de tramitação junto aos ó