Pular para o conteúdo principal

Meu Oscar 2015


Acompanho as nove categorias que me interessam do Oscar e neste post apresento as minhas preferências entre os indicados, além de pitacos sobre quem eu acho que a Academia irá premiar. Diferente do que foi em 2013 e 2014, achei esse ano uma safra muito fraca, e a principal ausência pra mim é a indicação do ator David Oyelowo pelo bom filme Selma. Meu predileto é Boywood, mas o único filme que me deixou impressionado de fato foi Leviatã, de Andrey Zvyagintsev.


Meu Oscar 2015 - Melhor filme em língua estrangeira

Leviatã (Левиафан), de Andrey Zvyagintsev

Provável vencedor: Leviatã

PS: Não vi Timbuktu e Tangerines

Indicados:
- Leviatã (Rússia)
- Relatos selvagens (Argentina)
- Ida (Polônia)
- Timbuktu (Mauritânia)
- Tangerines (Estônia)


Meu Oscar 2015 - Melhor filme


Provável vencedor: Sniper americano (American sniper), de Clint Eastwood

Indicados:
- Boyhood: Da infância à juventude
- Birdman
- O grande hotel Budapeste
- Selma
- O jogo da imitação
- Sniper americano
- A teoria de tudo
- Whiplash


Meu Oscar 2015 - Melhor diretor


Provável vencedor: Richard Linklater

PS: Não vi Foxcatcher

Indicados:
- Richard Linklater (Boyhood)
- Alejandro Gonzáles Iñárritu (Birdman)
- Wes Anderson (O grande hotel Budapeste)
- Morten Tyldum (O jogo da imitação)
- Bennett Miller (Foxcatcher: Uma história que chocou o mundo)


Meu Oscar 2015 - Melhor roteiro original


Provável vencedor: Birdman

PS: Não vi O abutre e Foxcatcher

Indicados:
- Alejandro G. Iñárritu, Nicolás Giacobone, Alexander Dinelaris Jr. e Armando Bo (Birdman)
- Richard Linklater (Boyhood)
- Wes Anderson e Hugo Guinness (O grande hotel Budapeste)
- Dan Gilroy (O abutre)
- E. Max Frye e Dan Futterman (Foxcatcher)


Meu Oscar 2015 - Melhor roteiro adaptado

Graham Moore por O jogo da imitação (The imitation game)

Provável vencedor: Jason Hall por Sniper americano

PS: Não vi Vício inerente

Indicados:
- Graham Moore (O jogo da imitação)
- Paul Thomas Anderson (Vício inerente)
- Jason Hall (Sniper americano)
- Anthony McCarten (A teoria de tudo)
- Damien Chazelle (Whiplash)


Meu Oscar 2015 - Melhor ator


Provável vencedor: Michael Keaton

PS: Não vi Foxcatcher

Indicados:
- Michael Keaton (Birdman)
- Benedict Cumbertatch (O jogo da imitação)
- Bradley Cooper (Sniper americano)
- Eddie Redmayne (A teoria de tudo)
- Steve Carell (Foxcatcher)


Meu Oscar 2015 - Melhor atriz


Provável vencedora: Julianne Moore por Para sempre Alice

PS: Não vi Para sempre Alice e Dois dias, uma noite

Indicadas:
- Reese Witherspoon (Livre)
- Julianne Moore (Para sempre Alice)
- Marion Cotillard (Dois dias, uma noite)
- Felicity Jones (A teoria de tudo)
- Rosamund Pike (Garota exemplar)


Meu Oscar 2015 - Melhor ator coadjuvante


Provável vencedor: JK Simmons por Whiplash

PS: Não vi Foxcatcher

Indicados:
- Ethan Hawke (Boyhood)
- JK Simmons (Whiplash)
- Robert Duvall (O juiz)
- Edward Norton (Birdman)
- Mark Ruffalo (Foxcatcher)


Meu Oscar 2015 - Melhor atriz coadjuvante


Provável vencedora: Patricia Arquette

PS: Não vi Caminhos da floresta

Indicadas:
- Patricia Arquette (Boyhood)
- Emma Stone (Birdman)
- Laura Dern (Livre)
- Keira Knightley (O jogo da imitação)
- Meryl Streep (Caminhos da floresta)

Comentários

Emmanuel Mirdad disse…
Oscar 2015, das nove categorias que opinei esse ano, acertei quatro pitacos e errei cinco. Duas injustiças das brabas: Michael Keaton e Richard Linklater, que deveriam ter sido o melhor ator e o melhor diretor, por Birdman e Boywood. E claro, a maior injustiça: Leviatã, o melhor filme entre todos os indicados, perder para Ida (que merecia o de Fotografia e perdeu).

Pitacos certos:

Melhor roteiro original: Alejandro G. Iñárritu, Nicolás Giacobone, Alexander Dinelaris Jr. e Armando Bo por Birdman (Meu predileto também)

Melhor atriz: Julianne Moore por Para sempre Alice (Minha predileta foi Reese Witherspoon por Livre)

Melhor ator coadjuvante: JK Simmons por Whiplash (Meu predileto foi Ethan Hawke por Boyhood)

Melhor atriz coadjuvante: Patricia Arquette por Boyhood (Minha predileta também)

Pitacos errados:

Melhor filme em língua estrangeira: Ida (Pitaquei e preferi Leviatã)

Melhor filme: Birdman (Pitaquei em Sniper americano e preferi Boyhood)

Melhor diretor: Alejandro Gonzáles Iñárritu por Birdman (Pitaquei e preferi Richard Linklater por Boyhood)

Melhor roteiro adaptado: Graham Moore por O jogo da imitação (Pitaquei em Sniper americano e ganhou o meu predileto)

Melhor ator: Eddie Redmayne por A teoria de tudo (Pitaquei e preferi Michael Keaton por Birdman)
Unknown disse…
Os oscars são duas coisas que eu gosto ver, ver como os artistas estão vestidos eo tempo dos prêmios. Os filmes de ação são os que parecem mais emocionante, e isso é uma categoria que gostam de ver. Sem dúvida o mais esperado do ano.

Postagens mais visitadas deste blog

Seleta: Lisa Hannigan

Lisa Hannigan (foto daqui ) Conheci a cantora e compositora irlandesa Lisa Hannigan graças ao emocionante filme “ Maudie ” (2016), da diretora irlandesa Aisling Walsh (baseado na história da artista canadense Maud Lewis ). A música dos créditos finais é “ Little Bird ”, e a suavidade, timbre, afinação e interpretação tátil da bela voz de Lisa Hannigan me fisgou na hora! Contemplei três dos seus álbuns, “ At Swim ” (2016), “ Passenger ” (2011) e “ Sea Sew ” (2008), e fiz uma seleta com 20 canções que mais gostei. Confira o belo trabalho da irlandesa Lisa Hannigan ! Ouça no YouTube  aqui Ouça no Spotify aqui 1) Tender [At Swim, 2016] 2) Funeral Suit  [At Swim, 2016] 3) Home [Passenger, 2011] 4) Little Bird [Passenger, 2011] 5) Paper House [Passenger, 2011] 6) An Ocean and a Rock [Sea Sew, 2008] 7) Prayer for the Dying [At Swim, 2016] 8) Nowhere to Go [Passenger, 2011] 9) Anahorish [At Swim, 2016] 10) We, the Drowned [At Swim, 2016] 11) Splishy Splashy [Sea Sew, 2008] 12) T

Leituras 2020

Os 10 livros lidos em 2020 Li 10 livros em 2020 , com destaque para a poesia, e selecionei trechos das obras de Alex Simões , Lúcio Autran , Wesley Correia , Mariana Botelho , Nina Rizzi , Érica Azevedo , Ana Valéria Fink e Cyro de Mattos , e trechos dos romances de Franklin Carvalho e Victor Mascarenhas . Além dos livros, elaborei uma seleção de poemas de Zecalu [publicados nas redes sociais em 2019], outra seleta de trechos de crônicas de Santiago Fontoura [publicadas no Facebook], e uma seleção de poemas de Martha Galrão . Por fim, reli a autobiografia de Rita Lee e divulguei trechos também. Boa leitura! “Contrassonetos catados & via vândala” (Mondrongo, 2015) Alex Simões Leia trechos  aqui “soda cáustica soda” (Patuá, 2019) Lúcio Autran Leia trechos  aqui “laboratório de incertezas” (Malê, 2020) Wesley Correia Leia trechos  aqui “o silêncio tange o sino” (Ateliê Editorial, 2010) Mariana Botelho Leia trechos  aqui   “A ordem interior do mundo” (7Letras, 2020) Franklin Carv

Seleta: Flávio José

Flávio José (foto: divulgação ) O artista de forró que mais gosto é o cantor, sanfoneiro e compositor Flávio José . Para mim, ele é a Voz do Nordeste . Um timbre único, raro, fantástico. Ouvir o canto desse Assum Preto-Rei é sentir o cheiro da caatinga, arrastar os pés no chão de barro ao pé da serra, embalar o coração juntinho com a parceira que amo, deslizar os passos como se no paraíso estivesse, saborear a mistura de amendoim com bolo de milho, purificar o sorriso como Dominguinhos ensinou, banhar-se com as rezas das senhoras sábias, prestar atenção aos causos, lendas e histórias do povo que construiu e orgulha o Brasil . Celebrar a pátria nordestina é escutar o mestre Flávio José ! Natural da sertaneja Monteiro , na Paraíba , em 2021 vai completar 70 anos (no primeiro dia de setembro), com mais de 30 discos lançados e vários sucessos emplacados na memória afetiva do povo brasileiro (fez a alegria e o estouro da carreira de muitos compositores, que tiveram a sorte de serem grav