Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2012

Modesta homenagem a um grande poeta

Dois meses se passaram. Tiganá Santana , meu grande amigo, fez esse lindo poema abaixo, "modesta homenagem a um grande poeta", em suas palavras, para o meu inesquecível pai poeta Ildegardo Rosa . O dia 13 é dia de saudade, pai. Obrigado, Tiga, eu li pra ele quando ainda estava consciente. E ele gostou muito, viu? Uma Perspectiva, um Documento, o Tudo-Nada Tiganá Santana A hora é recurso inexato da organização... o fio é a agricultura do gesto mais alto, a inconfidência do poema preso que catapulta a veneração de se ter inventado a vida, a comida, o não mais gastar os sapatos. Resta o que é para restar... a réstia, o magma virando água fria de açude, o pau-de-arara a levar o último êxodo da emoção... ao que o campo fique limpo, ao que a fresta se reduza, ao que a crina se penteie pela carne do vento. Que não se pergunte pela presença, nem pela falta... há um fio. um fio de cobre de tecnologia e a retransmissão da palavra não dita. Proceder no interior do motivo... a va

Glauberovsky Orchestra

Glauber Guimarães Folk de um homem só, que toca violões, banjo, viola caipira, cavakelele, percussão, caixa de fósforo, trombone de boca, samplers e efeitos diversos, em gravações suas e regravações de grandes artistas (de Tom Waits a Edu Lobo, de Neil Young a Walter Franco) feitas em casa, no melhor esquema low-fi “faça você mesmo”, lançando-as em EPs disponibilizados gratuitamente na internet, sempre com capas e encartes feitos com esmero (em casa também), dando vazão ao artista que sempre foi, desde berço, e que andava meio escondido. Mas tudo isso não importa mais que ouvir a sua voz inconfundível, ácida, sinuosa, dilacerante, uma atriz em diversas interpretações distintas, ao molde de experimentações intrigantes, transmutando o timbre em distorções e freqüências estranhas que não incomodam, mas atraem a contemplação para um lugar não-comum. Glauberovsky Orchestra surgiu a partir de agosto de 2011, e continua, a cada novo lampejo criativo, restabelecendo nossa atenção a esse l