Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2015

Psicodelia de hoje: Ancient, da Orange Poem & Mateus Aleluia

Rock de hoje: Balance, da Orange Poem & Mauro Pithon

Psicodelia de hoje: Wide, da Orange Poem & Nancy Viégas

Psicodelia de hoje: Unquiet, da Orange Poem & Rodrigo Pìnheiro

Nove passagens de Rubem Fonseca no livro Feliz ano novo

Rubem Fonseca (foto daqui)

"(...) Sabe o que é duas pessoas se gostarem? Éramos nós dois, eu e Maria. Sabe o que é duas pessoas perfeitamente sintonizadas? Éramos nós, eu e Maria. (...) Minha pedra preciosa preferida é o Rubi. O de Maria, estás a ver, era também o Rubi. Número da sorte o 7, cor o Azul, dia Segunda-feira, filme, de Faroeste (...) música o Samba, passatempo o Amor, tudo igualzinho entre eu e ela, uma maravilha. O que nós fazíamos na cama, rapaz, não é para me gabar, mas se fosse no circo e a gente cobrasse entrada nós ficávamos ricos. Na cama nenhum casal jamais foi tomado de tamanha loucura resplandecente, foi capaz de performance tão hábil, imaginativa, original, pertinaz, esplendorosa e gratificante quanto a nossa. (...) Se você fosse toda marcada de varíola eu não deixaria de te amar, eu respondia. Se você fosse velho e impotente eu continuaria te amando, ela dizia. E nós estávamos trocando essas juras quando uma vontade de ser verdadeiro bateu em mim, funda co…

Psicodelia de hoje: Ground, da Orange Poem & Glauber Guimarães

Brilhante

Fotos oficiais do lançamento da Flica 2015 na Caixa Cultural

Foto: Egi Santana


Coletiva de imprensa
Sexta 18/09 - 10h
Veja aqui





A tradução da dor e do imaginário
Cristovão Tezza | Ronaldo Correia de Brito
Sexta 18/09 - 18h
Veja aqui




Ana Mametto & Yacoce Simões
Pocket-show 01
Sexta 18/09 - 20h
Veja aqui




Fliquinha
Programação infantil
Sábado 19/09 - Manhã e tarde
Veja aqui




Gentes como elas são
Sonia Rodrigues | Victor Mascarenhas
Sábado 19/09 - 09h
Veja aqui





O bem e o mal que saem da boca
Fabrício Carpinejar | Miriam de Sales
Sábado 19/09 - 11h
Veja aqui





Muitas andanças, um só rumo
Ana Maria Gonçalves | Daniel Thame
Sábado 19/09 - 15h
Veja aqui





Os fatos e as impressões
Laurentino Gomes
Sábado 19/09 - 18h
Veja aqui





Alexandre Leão
Pocket-show 02
Sábado 19/09 - 20h
Veja aqui



Lançamento da Flica 2015 - BATV (TV Bahia)

Matéria do jornal BATV (TV Bahia) em 18/09/2015 sobre o lançamento da Flica 2015 na Caixa Cultural em Salvador/BA.

O Governador da Bahia, Rui Costa, o prefeito de Cachoeira, Carlos Pereira, o presidente da Rede Bahia, Antônio Carlos Magalhães Jr., o autor homenageado do ano, Antônio Torres, e o curador da Flica, Aurélio Schommer, falaram na abertura da coletiva. Depois, o Coordenador Geral da Flica, Emmanuel Mirdad, apresentou a programação da 5ª edição da Festa Literária Internacional de Cachoeira, e os representantes da Oi e Coelba, além do Secretário de Cultura, prof. Jorge Portugal, falaram em nome dos patrocinadores da Flica 2015.



Não está visualizando o player? Clique aqui

Lançamento da Flica 2015 - Cobertura Secom-BA

Coordenador Geral da Flica

Confira abaixo a cobertura da Secom/BA da coletiva de imprensa do lançamento da Flica 2015, que aconteceu na manhã da sexta 18/09, na Caixa Cultural, em Salvador/BA.

O Governador da Bahia, Rui Costa, o prefeito de Cachoeira, Carlos Pereira, o presidente da Rede Bahia, Antônio Carlos Magalhães Jr., o autor homenageado do ano, Antônio Torres, e o curador da Flica, Aurélio Schommer, falaram na abertura da coletiva. Depois, o Coordenador Geral da Flica, Emmanuel Mirdad, apresentou a programação da 5ª edição da Festa Literária Internacional de Cachoeira, e os representantes da Oi e Coelba, além do Secretário de Cultura, prof. Jorge Portugal, falaram em nome dos patrocinadores da Flica 2015.



Não está visualizando o player? Clique aqui

Oito passagens de J. J. Veiga no livro Melhores contos

J. J. Veiga (foto daqui)

"(...) Quem diz que tudo o que vai acontecendo na vida das pessoas não já aconteceu para elas muito tempo antes, e elas só têm que ir cumprindo as passagens marcadas, sem poderem desobedecer? Pode ser que seja como no cinema: a fita já foi feita, não adianta torcer por um lado nem por outro; a torcida não altera o fim. (...)"


"(...) O louvadeus estava no meio de uma tempestade de vento, dessas que derrubam árvores e arrancam telhados e podem até levantar uma pessoa do chão. Doril era a força que mandava a tempestade e que podia pará-la quando quisesse. Então ele era Deus? Será que as nossas tempestades também são brincadeira? (...) Será que somos pequenos para ele como um gafanhoto é pequeno para nós, ou menores ainda? (...) Qual será o nosso tamanho mesmo, verdadeiro? Doril pensou, comparando as coisas em volta. Seria engraçado se as pessoas fossem criaturinhas miudinhas, vivendo num mundo miudinho, alumiado por um sol do tamanho de uma rodela …

Tiganá Santana no programa Ensaio da TV Cultura

Sete passagens de J. J. Veiga no livro Os cavalinhos de Platiplanto

J. J. Veiga (foto daqui)

"O menino sentado à minha frente é meu irmão, assim me disseram (...) A princípio quero tratá-lo como intruso, mostrar-lhe a minha hostilidade, não abertamente para não chocá-lo, mas de maneira a não lhe deixar dúvida, como se lhe perguntasse com todas as letras: que direito tem você de estar aqui na intimidade de minha família, entrando nos nossos segredos mais íntimos, dormindo na cama onde eu dormi, lendo meus velhos livros, talvez sorrindo das minhas anotações à margem, tratando meu pai com intimidade, talvez discutindo a minha conduta, talvez até criticando-a? Mas depois vou notando que ele não é totalmente estranho, as orelhas muito afastadas da cabeça não são diferentes das minhas, o seu sorriso tem um traço de sarcasmo que eu conheço muito bem de olhar-me no espelho, o seu jeito de sentar-se de lado e cruzar as pernas tem impressionante semelhança com o do meu pai. De repente fere-me a ideia de que o intruso talvez seja eu, que ele tenha mais dire…

Mesas literárias na Pré-Flica 2015

O lançamento da Flica 2015 tem na sua programação autores que já participaram do evento ao longo dos seus quatro anos.

| Programação das mesas literárias

• 18 DE SETEMBRO
18h | Mesa: “A TRADUÇÃO DA DOR E DO IMAGINÁRIO”
Cristóvão Tezza e Ronaldo Correia de Brito
Mediador: Cristiano Ramos

• 19 DE SETEMBRO
09h | Mesa: “GENTES COMO ELAS SÃO”
Sonia Rodrigues e Victor Mascarenhas
Mediador: Aurélio Schommer

11h | Mesa: “O BEM E O MAL QUE SAEM DA BOCA”
Fabrício Carpinejar e Miriam de Sales
Mediador: Jackson Costa

15h | Mesa: “MUITAS ANDANÇAS, UM SÓ RUMO”
Daniel Thame e Ana Maria Gonçalves
Mediador: Zulu Araújo

18h | Mesa: “OS FATOS E AS IMPRESSÕES”
Laurentino Gomes
Mediador: Fernando Vita

O lançamento da Flica 2015 ocorrerá na Caixa Cultural Salvador (Rua Carlos Gomes, 57, Centro), nos dias 18 e 19 de setembro.

Estacionamento gratuito ao lado a partir das 18h no dia 18/09 e das 14h no dia 19/09.

Haverá Fliquinha também. Veja programação completa aqui.

Lançamento da Flica 2015 na Caixa Cultural

Clique na imagem para ampliar.
Esse ano o lançamento da Flica será um evento na Caixa Cultural, nos dias 18 e 19 de setembro, com autores que participaram das últimas edições (destaque para Laurentino Gomes, Carpinejar e a super mesa de abertura com Cristovão Tezza e Ronaldo Correia de Brito) e ainda a programação infantil da Fliquinha. Apareça!

Oito passagens de Orígenes Lessa no livro Melhores contos

Orígenes Lessa (foto daqui)

"(...) Por que fora tão covarde naquela hora e meia em que os dois corpos, lado a lado, se tinham sentido, chamado, afinal se confundindo no mesmo desejo, na mesma procura, no mesmo encontro? Por que não pronunciara palavra, apenas os corpos se descobrindo, se aconchegando, se contagiando? Por que, depois da longa agitação, o coração aos pulos, têmporas batendo, após o primeiro contato das costas da mão, os braços cruzados, com a pele nua do braço no escuro não fugindo, ao sentir a maciez da carne se entregando aos primeiros movimentos de fingindo não querer, quando os dedos trêmulos foram se atrevendo, não lhe disse uma palavra qualquer, que ela parecia esperar? (...) Os mistérios de um corpo como por milagre ao seu alcance, no incrível encontro inesperado. Um filme, a tela, a treva, música. Medo, sim. Mas gosto maior. E comunhão, entrega, posse... O nome? O rosto? A idade? Não sabia. Um sexo. Ele também, apenas sexo. Os corpos se fundindo, menos os c…

Original do livro de contos Olhos abertos no escuro

Original de Olhos abertos no escuro

Ontem, 31 de agosto de 2015, concluí o original de Olhos abertos no escuro, o meu próximo lançamento (a produção literária foi finalizada no último dia 10/08, e a revisão foi feita por Acácia Magalhães e por mim). O livro é composto por 18 contos curtos do inédito Paisagem da insônia e mais os 12 melhores contos do Abrupta sede, lançado em 2010, que foram revisados e reescritos (atualmente desconsidero esse meu primeiro livro, que foi feito numa época não profissional).

O título Olhos abertos no escuro foi retirado de uma passagem do conto Gravidade, do escritor e mestre Mayrant Gallo, presente no livro O inédito de Kafka (Cosac Naify, 2003). Assim como fiz no livro de contos O grito do mar na noite (Via Litterarum/2015), em que prestei uma homenagem ao escritor e mestre Hélio Pólvora, agora homenageio o amigo Mayrant, e trago uma epígrafe dele abrindo cada um dos meus 30 contos em Olhos abertos no escuro.

Formando o meu contexto para a criação do l…