Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de 2020

Música para Escrever #45 — Thee Silver Mt. Zion Memorial Orchestra; Hurry, Eskimo; The Mercury Program; indignu [lat.]; A Reason To Travel; Alcove; Deer Park Ranger; ṘO; Wassermanns Fiebertraum e Longwinter

Ele nos deixou em paz. Contudo, raios de luz às vezes enfeitam o canto de nossos quartos... Nascido em apuros, quando as faíscas voam para cima, ele grita: “este é o nosso punk rock”. Satélites enferrujados se reúnem e cantam: “bora, esquimó!”. Um dado aprende o idioma, prezado viking. Os novos mitos são a sombra da escuridão, a odisseia de Ofélia na permanência, capítulo I. Como nós sabemos, a mudança é a única constante, a adaptação no fundo do oceano, tudo o tempo todo. “Athalase”, ele diz, ao surfar incêndios no paraíso. Confira o post #45 da série Música para Escrever, com os melhores sons de post-rock, a alumiar a mente e transcender em palavras.

Thee Silver Mt. Zion Memorial Orchestra Montréal | Canadá Foto daqui
Melhor disco para escrever
"He Has Left Us Alone but Shafts of Light Sometimes Grace the Corner of Our Rooms..." (2000) Ouça aqui
Para continuar escrevendo
"Born into Trouble as the Sparks Fly Upward" (2001) Ouça aqui
"This Is Our Punk-Rock,"…

A Cali anuncia Jomar Lima como novo sócio da Flica

Jomar Lima - Foto: Vinicius Castro
O museólogo e produtor cultural Jomar Lima é o novo sócio da produtora Cali, idealizadora e realizadora da Flica, ao lado da Icontent/Rede Bahia.

Natural de Cachoeira, tem vasta experiência na área da cultura e viu a Flica nascer, trabalhando como coordenador de produção local da festa, de 2011 a 2019.

“Tornar-me sócio de uma empresa como a Cali, com o seu portfólio e relevância na cena cultural, detentora da marca Flica, é uma grande realização para mim. Sinto-me gratificado pelo convite para formar esse grande time de excelência”, avalia.

Jomar Lima substitui o empresário e produtor Marcus Ferreira, um dos fundadores da Cali e idealizadores da Flica, ao lado de Emmanuel Mirdad e Aurélio Schommer. Marcus segue empreendendo novos negócios. “Foram nove edições de muita dedicação e aprendizado ao lado de incríveis profissionais. Sinto-me honrado em ter feito parte dessa história e, agora, de passar o bastão para Jomar Lima, esse competente produtor e em…

Live Literária, pg #01 — Lívia Natália, Wesley Correia, Kátia Borges e Itamar Vieira Junior

Lívia Natália, Wesley Correia, Kátia Borges e Itamar Vieira Junior
Depois de 70 dias de quarentena, já que ainda estamos vivos, decidi convidar amigos escritores para conversar sobre os seus livros que admiro. Ao vivo no Facebook, rendeu boas risadas e bastidores dos seus textos, da vida literária, enfim, vários assuntos. Nessa primeira página, poemas de Lívia Natália, Wesley Correia e Kátia Borges, e trechos do romance premiado de Itamar Vieira Junior. Ao vivo, aos vivos, a nossa live literária, de improviso!

#01 Correntezas e outros estudos marinhos Lívia Natália 26/05/2020
Não consegue visualizar o player? Veja aqui PS: Lívia entra na live a partir de 20:00
-----------
#02 laboratório de incertezas Wesley Correia 27/05/2020
Não consegue visualizar o player? Veja aqui PS: Wesley entra na live a partir de 08:14
-----------
#03 O exercício da distração Kátia Borges 28/05/2020
Não consegue visualizar o player? Veja aqui PS: Kátia entra na live a partir de 20:20
-----------
#04 Torto arado Itamar V…

Flica 2019 — Resumo oficial

Resumo da 9ª edição da Festa Literária Internacional de Cachoeira, a Flica 2019, que aconteceu de 24 a 27 de outubro, na charmosa cidade histórica de Cachoeira, recôncavo baiano.

O Governo do Estado da Bahia apresentou a Flica2019, que teve o patrocínio da Coelba e Aneel via Fazcultura e Governo da Bahia, apoio da Prefeitura de Cachoeira, realização da Cali e Icontent. A livraria oficial foi a LDM.

Site oficial aqui

Registro audiovisual: Mulher de Bigode Filmes


Não consegue visualizar o player? Veja no YouTube aqui

Veja no YouTube da Cali aqui

Balanço da Flica 2019


Não consegue visualizar o player? Veja no YouTube aqui

Veja no YouTube da Cali aqui

Emmanuel Mirdad no Ciclo de Literatura

Emmanuel Mirdad é o entrevistado desta semana na série Ciclo de Literatura. Baiano de Salvador, é formado em Jornalismo pela Facom – Ufba e um dos criadores da Flica (Festa Literária Internacional de Cachoeira), e tem trabalhos como escritor, produtor cultural, compositor e produtor fonográfico, artístico e executivo.


Não consegue visualizar o player? Veja no YouTube aqui

O Ciclo de Literatura é uma série de entrevistas com profissionais da Literatura na qual o entrevistado fala como público diante da arte, como artista diante da arte, e, por fim, como artista diante do público, fechando um ciclo.

Os programas inéditos integram o projeto Ciclo das Artes, criado e produzido pela produtora Domínio Público com direção de Caio Rubens, produção executiva e roteiro de Reinofy Duarte e direção de arte e cenografia de Suzana Rezende.

As entrevistas foram gravadas durante a 5ª edição da Flica em 2015. A iniciativa é uma parceria da TVE junto a produtora Domínio Público.

Assista toda terça, às

Revisando os anos 10

Emmanuel Mirdad (2010-2019)
Nos anos 10, fui produtor e empresário cultural, escritor, compositor, produtor musical, fonográfico, executivo e artístico, leitor e blogueiro. Nascido em Salvador, Bahia, em outubro de 1980, com um nome derivado de um livro, formei-me em Jornalismo pela Ufba em fevereiro de 2007, e, nos anos 10, fiz uma revisão anual dos trabalhos feitos, vitórias e derrotas, alegrias e frustrações, além de listas com os livros, filmes e séries vistas, e publiquei esse conteúdo nos posts “Revisando” desse blog.

Eu li 372 livros e assisti a 653 filmes e a 249 temporadas de séries nos anos 10. Li mais livros de contos (26,34%), vi mais filmes no Cinema (35,99%) e as séries na Netflix (84,34%). Prestigiei a produção brasileira na literatura (78,23%), mas a maioria esmagadora de filmes (90,66%) e séries (95,59%) foi estrangeira.

O livro predileto dos anos 10 foi de poesia, “Estação infinita e outras estações” (2012), do mestre baiano Ruy Espinheira Filho (embora o autor mais …