Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2020

Dez passagens de Victor Mascarenhas no romance O som do tempo passando

Victor Mascarenhas - foto daqui

“(...) A vida é uma sequência de trombadas aleatórias em direção ao futuro”


“Na adolescência, Ricardo nem imaginava o quanto ele e tantos da sua geração iriam enfrentar a meia idade sedados pelos antidepressivos, ansiolíticos e moderadores de humor da indústria farmacêutica ou pelas mais diversas drogas bebidas, fumadas, cheiradas ou injetadas. Quando era jovem e tinha a vida inteira pela frente, Ricardo ainda não tinha atinado para o fato de que a vida era só uma história contada por um idiota, repleta de som e fúria e desprovida de sentido, ainda que muitos procurassem, desesperadamente, encontrar algum na religião ou em alguma militância política, por exemplo, como ele já tinha feito, até descobrir que tudo isso, realmente, não fazia o menor sentido.”


“(...) A gente vive falando mal dos outros, criticando a desonestidade e a hipocrisia alheia, dando soluções para todos os problemas e nos colocando sempre como vítimas das pessoas e instituições. Não s…

Música para Escrever #40 — Glasir, Ravena, joy wants eternity, STAGHORN, Coastlands, This earth is ours, GallantHorn, Where the Good Way Lies, gazelle(s) e Will You Dream About Electronic Sheep

A nova era das trevas está por nascer. É preciso combater como Laocoonte, transar contra a proibição — num templo, se possível. Você deve esmagar os seus ouvidos antes de aprender a ouvir com os seus olhos. Você, que finge dormir. O nevoeiro está subindo. Primeiro, a presença. Segundo, o destino. Terceiro, a planta absinto. O ainda mais a ser encontrado pela manhã: uma luz radiante, vida além de outro mundo. As mentes distorcidas: tudo está perdido, tudo está salvo, principalmente histórias de 1914. Não há ninguém novo ao seu redor. Arco. Confira o post #40 da série Música para Escrever, com os melhores sons de post-rock, a alumiar a mente e transcender em palavras.

Glasir Dallas | Estados Unidos Bandcamp aqui Facebook aqui Foto daqui
Melhor disco para escrever
"New Dark Age" (2018) Ouça aqui
Para continuar escrevendo
"Unborn" (EP) (2015) Ouça aqui
---------

Ravena
Modesto | Estados Unidos
Bandcamp aqui
Facebook aqui
Foto daqui

Melhor disco para escrever

"Laocoön&…

Cinco poemas e três passagens de Lúcio Autran no livro soda cáustica soda

Lúcio Autran - foto daqui
Consciência
Lúcio Autran

Ao contrário dos homens
Os animais não sabem
que apodrecem. O jumento,
o tomemos como exemplo,

Mastiga sua morte e a digere
com mansuetude dos breves.
Deus (terá sido o demônio?)
quem nos deu a decadência

--------

O erro
Lúcio Autran

Em outra leitura do Fausto,
acompanho sua gênese.
Revejo, maravilhado: Goethe
demorou sessenta anos para escrevê-lo.

Abro as páginas do jornal e leio:
uma moça americana escreveu
um romance nas teclas do celular,
“assim poderia escrever em qualquer lugar”

(Não conto, por pudor, em que lugares
e situações a imaginei escrevendo).
Vendeu cinquenta milhões de cópias.
Claro que há alguma coisa errada.

                                                                              Comigo.

--------

Vozeio
Lúcio Autran

Se a multidão
                           é boçal.
Imaginem

A multidão
                           com voz
                           e opinião.

É esta a nossa idade:
                           o triunfo da …

Revisando os anos 10: Séries

As 249 temporadas de séries vistas nos anos 10
Nos anos 10, assisti a 249 temporadas de séries (de 2013 a 2019). Contemplei-as na Netflix (84,34%), canais de TV e internet (6,83%), YouTube (3,61%) e outros como Blu-ray, Now e HBO GO (5,22%). A maioria esmagadora foi de séries estrangeiras (95,59%), e eu assisti a apenas 11 temporadas de três séries brasileiras. Além disso, assisti a 04 episódios especiais de séries, todos na Netflix.

A temporada de série predileta dos anos 10 foi a de “Game of Thrones” (vista em 2015), essa série fantástica da HBO, capitaneada por David Benioff e D.B. Weiss, que foi impecável da à temporada, e irregular nas seguintes, revista por completo [algumas vezes] e de maneira fracionada [constantemente] entre 2015 e 2019. Foi tanto fascínio por “GOT”, que ela dominou o meu top five de séries dos anos 10: além da campeã, destaque para a e a temporada (vistas também em 2015), seguidas pela da pioneira “The Walking Dead” (vista em 2013), de Frank …