Pular para o conteúdo principal

Jukebox 13 de julho

 
Gibson Les Paul, a guitarra mais bela de todas, síntese do rock!


Ontem, sexta-feira 13 de julho, em minha jukebox só rolou pedrada (clique nos links pra ouvir/ver):


 
    Pink Floyd
      Echoes

        Bruce Springsteen - Born To Run

        Steppenwolf - Born to be Wild

        Neil Young - Rockin' In The Free World

        Dave Matthews Band - The Space Between

    Black Sabbath
       War Pigs

       Foo Fighters - Walk

       Placebo - Pure Morning

       Metallica - Nothing Else Matters

       Rage Against The Machine - Killing in the Name

       Led Zeppelin
       Black Dog

       The Verve - Lucky Man

       The Cure - Boys Don't Cry

       Ben Harper - Pray That Our Love Sees The Dawn

       Counting Crows - Children in Bloom

      Dire Straits
      Lady Writer

       Green Day - When I Come Around

       Pearl Jam - Light Years

       The Strokes - The Modern Age

       The White Stripes - Seven Nation Army

       Creedence Clearwater Revival
       Travelin' Band

       R.E.M. - Daysleeper

       Travis - Side

       Queens of the Stone Age - No One Knows

       Kings of Leon - Sex on Fire

    Jimi Hendrix 
    Purple Haze

       Nirvana - Rape Me

       Van Halen - Without You

       Grant Lee Buffalo - Fuzzy

       U2 - Ultraviolet (Light My Way)

        Radiohead
        Maquiladora

       The Smashing Pumpkins - 1979

       Queen - Spread Your Wings
 
       Iron Maiden - Hallowed Be Thy Name

       Deep Purple - Black Night
 
       The Wallflowers
        One Headlight

       Mahavishnu Orchestra - Meeting Of The Spirits/You Know You Know

       The Who - Behind Blue Eyes

       Fleetwood Mac - Go Your Own Way

       The Doors - The End

       Audioslave
       Like a Stone

       Rush - Tom Sawyer

       Motörhead - Ace of Spades

       Janis Joplin - Piece Of My Heart

       AC/DC - Back in Black

       Coldplay
       Clocks

       Type O Negative - Everything Dies

       Keane - Somewhere Only We Know

       The Killers - Somebody Told Me

       Eric Clapton - Cocaine

      Thin Lizzy

       Aerosmith - Cryin'
        
       Men at Work - Down Under

       Kiss - I Love It Loud

       Guns N' Roses - Paradise City

       Red Hot Chili Peppers
       The Zephyr Song

       Pantera - Cowboys From Hell
        
       Oasis - Don't Look Back in Anger

       Alice in Chains - Man in the Box

       PJ Harvey - Rid of Me

       System of a Down
       Aerials

       Faith No More - Easy

       Dio - King of Rock and Roll
        
       INXS - New Sensation

       The Offspring - Self Esteem

       The Cranberries
       Zombie

       Judas Priest - Hell Bent for Leather

       Echo and The Bunnymen - Don't Let It Get You Down

       Bob Dylan - Shelter From The Storm

       Slayer - Angel of Death

       Ramones 

       Rancid - Ruby Soho

       The Clash - Should I Stay Or Should I Go?

       ZZ Top - Gimme All Your Lovin'


Encerrando a jukebox da sexta 13 de julho, relembro o mestre Muddy Waters que sabiamente ensinou: o Blues teve um bebê e o chamaram de rock and roll:



.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O grito do mar na noite no site do jornal Rascunho

Resenha do livro O grito do mar na noite (Via Litterarum, 2015), publicada no Rascunho #192, de abril de 2016, por Clayton de Souza, disponível para leitura no site do jornal.

Leia aqui

A mesma resenha na versão impressa do jornal aqui

Foto do autor: Sarah Fernandes

Cinco poemas e três passagens de Ana Martins Marques no livro Da arte das armadilhas

Ana Martins Marques (foto daqui)

Espelho
Ana Martins Marques

                                     d’après e. e. cummings

Nos cacos
do espelho
quebrado
você se
multiplica
há um de
você
em cada
canto
repetido
em cada
caco

Por que
quebrá-
-lo
seria
azar?


--------


Teatro
Ana Martins Marques

Certa noite
você me disse
que eu não tinha
coração

Nessa noite
aberta
como uma estranha flor
expus a todos
meu coração
que não tenho


--------


Penélope
Ana Martins Marques

Teu nome
espaço

meu nome
espera

teu nome
astúcias

meu nome
agulhas

teu nome
nau

meu nome
noite

teu nome
ninguém

meu nome
também


--------


Caçada
Ana Martins Marques

E o que é o amor
senão a pressa
da presa
em prender-se?

A pressa
da presa
em
perder-se


--------


A festa
Ana Martins Marques

Procuramos um lugar
à parte.
Como se estivéssemos
em uma festa
e buscássemos um lugar
afastado
onde pudéssemos
secretamente
nos beijar.
Procuramos um lugar
a salvo
das palavras.

Mas esse
lugar
não há.


--------


"Um dia vou aprender a partir
vou partir
como qu…

Cinco poemas e três passagens de Ana Martins Marques em O livro das semelhanças

Ana Martins Marques (foto: Rodrigo Valente)

Coleção
Ana Martins Marques

                                        Para Maria Esther Maciel

Colecionamos objetos
mas não o espaço
entre os objetos

fotos
mas não o tempo
entre as fotos

selos
mas não
viagens

lepidópteros
mas não
seu voo

garrafas
mas não
a memória da sede

discos
mas nunca
o pequeno intervalo de silêncio
entre duas canções


--------


Ana Martins Marques

Combinamos por fim de nos encontrar
na esquina das nossas ruas
que não se cruzam


--------


Mar
Ana Martins Marques

Ela disse
mar
disse
às vezes vêm coisas improváveis
não apenas sacolas plásticas papelão madeira
garrafas vazias camisinhas latas de cerveja
também sombrinhas sapatos ventiladores
e um sofá
ela disse
é possível olhar
por muito tempo
é aqui que venho
limpar os olhos
ela disse
aqueles que nasceram longe
do mar
aqueles que nunca viram
o mar
que ideia farão
do ilimitado?
que ideia farão
do perigo?
que ideia farão
de partir?
pensarão em tomar uma estrada longa
e não olhar para tr…