Pular para o conteúdo principal

Seleta: Placebo


A “Seleta: Placebo” destaca as 110 músicas que mais gosto da banda inglesa, presentes em 15 álbuns e um single (os prediletos são “Meds”, “Black Market Music”, “Sleeping with Ghosts” e “Battle for the Sun”).

Ouça no Spotify aqui

Ouça no YouTube aqui

Os 15 álbuns e 1 single participantes desta Seleta

01) Black-Eyed [Black Market Music, 2000]

02) This Picture [Sleeping with Ghosts, 2003]

03) Drag [Meds, 2006]

04) The Bitter End [Sleeping with Ghosts, 2003]

05) Every You Every Me [Without You I'm Nothing, 1998]

06) Meds [Meds, 2006]

07) One of a Kind [Meds, 2006]

08) Battle for the Sun [Battle for the Sun, 2009]

09) Devil in the Details [Battle for the Sun, 2009]

10) Infra-Red [Meds, 2006]

11) Pure Morning [Without You I'm Nothing, 1998]

12) Blind [Meds, 2006]

13) Follow the Cops Back Home [Meds, 2006]

14) Passive Aggressive [Black Market Music, 2000]

15) Peeping Tom [Black Market Music, 2000]

16) Without You I'm Nothing [A Place for Us to Dream, 2016]

17) Happy You're Gone [Battle for the Sun, 2009]

18) Running Up That Hill [A Place for Us to Dream, 2016]

19) I'll Be Yours (Version 4 A.M.) [Sleeping with Ghosts: B-Sides, 2015]

20) Holocaust [Covers, 2003]

21) Special Needs [Sleeping with Ghosts, 2003]

22) Special K [Black Market Music, 2000]

23) Bright Lights [Battle for the Sun, 2009]

24) Sleeping with Ghosts [Sleeping with Ghosts, 2003]

25) Song to Say Goodbye [Meds, 2006]

26) Nancy Boy [Placebo, 1996]

27) Second Sight [Sleeping with Ghosts, 2003]

28) Because I Want You [Meds, 2006]

29) Spite & Malice [Black Market Music, 2000]

30) Twenty Years [Twenty Years, 2016]

31) Space Monkey [Meds, 2006]

32) Loud Like Love [Loud Like Love, 2013]

33) Post Blue [Meds, 2006]

34) I Feel You [Covers, 2003]

35) Teenage Angst [Placebo, 1996]

36) Protect Me from What I Want [Sleeping with Ghosts, 2003]

37) In the Cold Light of Morning [Meds, 2006]

38) Burger Queen [Without You I'm Nothing, 1998]

39) Centrefolds [Sleeping with Ghosts, 2003]

40) Mars Landing Party [Without You I'm Nothing: B-Sides, 2015]

41) Commercial for Levi [Black Market Music, 2000]

42) Kings of Medicine [Battle for the Sun, 2009]

43) Allergic (To Thoughts of Mother Earth) [Without You I'm Nothing, 1998]

44) Daddy Cool [Covers, 2003]

45) Surrounded by Spies [Never Let Me Go, 2022]

46) Little Mo [Black Market Music: B-Sides, 2015]

47) Brick Shithouse [Without You I'm Nothing, 1998]

48) Bionic [Placebo, 1996]

49) Ashtray Heart [Battle for the Sun, 2009]

50) Taste in Men [Black Market Music, 2000]

51) Speak in Tongues [Battle for the Sun, 2009]

52) H. K. Farewell [Placebo, 1996]

53) Pierrot the Clown [Meds, 2006]

54) Ask for Answers [Without You I'm Nothing, 1998]

55) Lady of the Flowers [Placebo, 1996]

56) Narcoleptic [Black Market Music, 2000]

57) The Crawl [Without You I'm Nothing, 1998]

58) Blue American [Black Market Music, 2000]

59) Leni [Black Market Music: B-Sides, 2015]

60) Hang on to Your IQ [Placebo, 1996]

61) Begin the End [Loud Like Love, 2013]

62) Something Rotten [Sleeping with Ghosts, 2003]

63) English Summer Rain [Sleeping with Ghosts, 2003]

64) Try Better Next Time [Never Let Me Go, 2022]

65) The Never-Ending Why [Battle for the Sun, 2009]

66) Breathe Underwater [Battle for the Sun, 2009]

67) Days Before You Came [Black Market Music, 2000]

68) Bigmouth Strikes Again [Covers, 2003]

69) Haemoglobin [Black Market Music, 2000]

70) Broken Promise [Meds, 2006]

71) Kitty Litter [Battle for the Sun, 2009]

72) Bruise Pristine [Placebo, 1996]

73) You Don't Care About Us [Without You I'm Nothing, 1998]

74) Slave to the Wage [Black Market Music, 2000]

75) The Prodigal [Never Let Me Go, 2022]

76) A Million Little Pieces [Loud Like Love, 2013]

77) Drink You Pretty [Sleeping with Ghosts: B-Sides, 2015]

78) I Know [Placebo, 1996]

79) Bosco [Loud Like Love, 2013]

80) My Sweet Prince [Without You I'm Nothing, 1998]

81) Went Missing [Never Let Me Go, 2022]

82) Theme From Funky Reverend [Black Market Music: B-Sides, 2015]

83) Hare Krishna [Placebo: B-Sides, 2015]

84) Swallow [Placebo, 1996]

85) Ion [Without You I'm Nothing: B-Sides, 2015]

86) UNEEDMEMORETHANINEEDU [Meds: B-Sides, 2016]

87) Beautiful James [Never Let Me Go, 2022]

88) Chemtrails [Never Let Me Go, 2022]

89) Jesus' Son [A Place for Us to Dream, 2016]

90) Johnny and Mary [Covers, 2003]

91) Come Home [Placebo, 1996]

92) 36 Degrees [Placebo, 1996]

93) Summer's Gone [Without You I'm Nothing, 1998]

94) Flesh Mechanic (Demo) [Placebo: B-Sides, 2015]

95) Scene of the Crime [Loud Like Love, 2013]

96) Rob the Bank [Loud Like Love, 2013]

97) Happy Birthday in the Sky [Never Let Me Go, 2022]

98) Too Many Friends [Loud Like Love, 2013]

99) This is What You Wanted [Never Let Me Go, 2022]

100) For What It's Worth [Battle for the Sun, 2009]

101) B3 [A Place for Us to Dream, 2016]

102) Come Undone [Battle for the Sun, 2009]

103) Twin Demons [Never Let Me Go, 2022]

104) Plasticine [Sleeping with Ghosts, 2003]

105) Drowning By Numbers [Placebo: B-Sides, 2015]

106) Lazarus [A Place for Us to Dream, 2016]

107) Been Smoking Too Long [Placebo: B-Sides, 2015]

108) Waiting for the Son of Man [Placebo: B-Sides, 2015]

109) Dark Globe [Placebo: B-Sides, 2015]

110) Black Market Blood [Black Market Music, 2000]

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Dez passagens de Clarice Lispector nas cartas dos anos 1950 (parte 1)

Clarice Lispector (foto daqui ) “O outono aqui está muito bonito e o frio já está chegando. Parei uns tempos de trabalhar no livro [‘A maçã no escuro’] mas um dia desses recomeçarei. Tenho a impressão penosa de que me repito em cada livro com a obstinação de quem bate na mesma porta que não quer se abrir. Aliás minha impressão é mais geral ainda: tenho a impressão de que falo muito e que digo sempre as mesmas coisas, com o que eu devo chatear muito os ouvintes que por gentileza e carinho aguentam...” “Alô Fernando [Sabino], estou escrevendo pra você mas também não tenho nada o que dizer. Acho que é assim que pouco a pouco os velhos honestos terminam por não dizer nada. Mas o engraçado é que não tendo absolutamente nada o que dizer, dá uma vontade enorme de dizer. O quê? (...) E assim é que, por não ter absolutamente nada o que dizer, até livro já escrevi, e você também. Até que a dignidade do silêncio venha, o que é frase muito bonitinha e me emociona civicamente.”  “(...) O dinheiro s

Oito passagens de Conceição Evaristo no livro de contos Olhos d'água

Conceição Evaristo (Foto: Mariana Evaristo) "Tentando se equilibrar sobre a dor e o susto, Salinda contemplou-se no espelho. Sabia que ali encontraria a sua igual, bastava o gesto contemplativo de si mesma. E no lugar da sua face, viu a da outra. Do outro lado, como se verdade fosse, o nítido rosto da amiga surgiu para afirmar a força de um amor entre duas iguais. Mulheres, ambas se pareciam. Altas, negras e com dezenas de dreads a lhes enfeitar a cabeça. Ambas aves fêmeas, ousadas mergulhadoras na própria profundeza. E a cada vez que uma mergulhava na outra, o suave encontro de suas fendas-mulheres engravidava as duas de prazer. E o que parecia pouco, muito se tornava. O que finito era, se eternizava. E um leve e fugaz beijo na face, sombra rasurada de uma asa amarela de borboleta, se tornava uma certeza, uma presença incrustada nos poros da pele e da memória." "Tantos foram os amores na vida de Luamanda, que sempre um chamava mais um. Aconteceu também a paixão

Dez poemas de Carlos Drummond de Andrade no livro A rosa do povo

Consolo na praia Carlos Drummond de Andrade Vamos, não chores... A infância está perdida. A mocidade está perdida. Mas a vida não se perdeu. O primeiro amor passou. O segundo amor passou. O terceiro amor passou. Mas o coração continua. Perdeste o melhor amigo. Não tentaste qualquer viagem. Não possuis casa, navio, terra. Mas tens um cão. Algumas palavras duras, em voz mansa, te golpearam. Nunca, nunca cicatrizam. Mas, e o humour ? A injustiça não se resolve. À sombra do mundo errado murmuraste um protesto tímido. Mas virão outros. Tudo somado, devias precipitar-te — de vez — nas águas. Estás nu na areia, no vento... Dorme, meu filho. -------- Desfile Carlos Drummond de Andrade O rosto no travesseiro, escuto o tempo fluindo no mais completo silêncio. Como remédio entornado em camisa de doente; como dedo na penugem de braço de namorada; como vento no cabelo, fluindo: fiquei mais moço. Já não tenho cicatriz. Vejo-me noutra cidade. Sem mar nem derivativo, o corpo era bem pequeno para tanta