Pular para o conteúdo principal

Meu Oscar 2015


Acompanho as nove categorias que me interessam do Oscar e neste post apresento as minhas preferências entre os indicados, além de pitacos sobre quem eu acho que a Academia irá premiar. Diferente do que foi em 2013 e 2014, achei esse ano uma safra muito fraca, e a principal ausência pra mim é a indicação do ator David Oyelowo pelo bom filme Selma. Meu predileto é Boywood, mas o único filme que me deixou impressionado de fato foi Leviatã, de Andrey Zvyagintsev.



Meu Oscar 2015 - Melhor filme em língua estrangeira

Leviatã (Левиафан), de Andrey Zvyagintsev

Provável vencedor: Leviatã

PS: Não vi Timbuktu e Tangerines

Indicados:
- Leviatã (Rússia)
- Relatos selvagens (Argentina)
- Ida (Polônia)
- Timbuktu (Mauritânia)
- Tangerines (Estônia)



Meu Oscar 2015 - Melhor filme


Provável vencedor: Sniper americano (American sniper), de Clint Eastwood

Indicados:
- Boyhood: Da infância à juventude
- Birdman
- O grande hotel Budapeste
- Selma
- O jogo da imitação
- Sniper americano
- A teoria de tudo
- Whiplash



Meu Oscar 2015 - Melhor diretor


Provável vencedor: Richard Linklater

PS: Não vi Foxcatcher

Indicados:
- Richard Linklater (Boyhood)
- Alejandro Gonzáles Iñárritu (Birdman)
- Wes Anderson (O grande hotel Budapeste)
- Morten Tyldum (O jogo da imitação)
- Bennett Miller (Foxcatcher: Uma história que chocou o mundo)



Meu Oscar 2015 - Melhor roteiro original


Provável vencedor: Birdman

PS: Não vi O abutre e Foxcatcher

Indicados:
- Alejandro G. Iñárritu, Nicolás Giacobone, Alexander Dinelaris Jr. e Armando Bo (Birdman)
- Richard Linklater (Boyhood)
- Wes Anderson e Hugo Guinness (O grande hotel Budapeste)
- Dan Gilroy (O abutre)
- E. Max Frye e Dan Futterman (Foxcatcher)



Meu Oscar 2015 - Melhor roteiro adaptado

Graham Moore por O jogo da imitação (The imitation game)

Provável vencedor: Jason Hall por Sniper americano

PS: Não vi Vício inerente

Indicados:
- Graham Moore (O jogo da imitação)
- Paul Thomas Anderson (Vício inerente)
- Jason Hall (Sniper americano)
- Anthony McCarten (A teoria de tudo)
- Damien Chazelle (Whiplash)



Meu Oscar 2015 - Melhor ator


Provável vencedor: Michael Keaton

PS: Não vi Foxcatcher

Indicados:
- Michael Keaton (Birdman)
- Benedict Cumbertatch (O jogo da imitação)
- Bradley Cooper (Sniper americano)
- Eddie Redmayne (A teoria de tudo)
- Steve Carell (Foxcatcher)



Meu Oscar 2015 - Melhor atriz


Provável vencedora: Julianne Moore por Para sempre Alice

PS: Não vi Para sempre Alice e Dois dias, uma noite

Indicadas:
- Reese Witherspoon (Livre)
- Julianne Moore (Para sempre Alice)
- Marion Cotillard (Dois dias, uma noite)
- Felicity Jones (A teoria de tudo)
- Rosamund Pike (Garota exemplar)



Meu Oscar 2015 - Melhor ator coadjuvante


Provável vencedor: JK Simmons por Whiplash

PS: Não vi Foxcatcher

Indicados:
- Ethan Hawke (Boyhood)
- JK Simmons (Whiplash)
- Robert Duvall (O juiz)
- Edward Norton (Birdman)
- Mark Ruffalo (Foxcatcher)



Meu Oscar 2015 - Melhor atriz coadjuvante


Provável vencedora: Patricia Arquette

PS: Não vi Caminhos da floresta

Indicadas:
- Patricia Arquette (Boyhood)
- Emma Stone (Birdman)
- Laura Dern (Livre)
- Keira Knightley (O jogo da imitação)
- Meryl Streep (Caminhos da floresta)

Comentários

Mirdad disse…
Oscar 2015, das nove categorias que opinei esse ano, acertei quatro pitacos e errei cinco. Duas injustiças das brabas: Michael Keaton e Richard Linklater, que deveriam ter sido o melhor ator e o melhor diretor, por Birdman e Boywood. E claro, a maior injustiça: Leviatã, o melhor filme entre todos os indicados, perder para Ida (que merecia o de Fotografia e perdeu).

Pitacos certos:

Melhor roteiro original: Alejandro G. Iñárritu, Nicolás Giacobone, Alexander Dinelaris Jr. e Armando Bo por Birdman (Meu predileto também)

Melhor atriz: Julianne Moore por Para sempre Alice (Minha predileta foi Reese Witherspoon por Livre)

Melhor ator coadjuvante: JK Simmons por Whiplash (Meu predileto foi Ethan Hawke por Boyhood)

Melhor atriz coadjuvante: Patricia Arquette por Boyhood (Minha predileta também)

Pitacos errados:

Melhor filme em língua estrangeira: Ida (Pitaquei e preferi Leviatã)

Melhor filme: Birdman (Pitaquei em Sniper americano e preferi Boyhood)

Melhor diretor: Alejandro Gonzáles Iñárritu por Birdman (Pitaquei e preferi Richard Linklater por Boyhood)

Melhor roteiro adaptado: Graham Moore por O jogo da imitação (Pitaquei em Sniper americano e ganhou o meu predileto)

Melhor ator: Eddie Redmayne por A teoria de tudo (Pitaquei e preferi Michael Keaton por Birdman)
Paola Sánchez disse…
Os oscars são duas coisas que eu gosto ver, ver como os artistas estão vestidos eo tempo dos prêmios. Os filmes de ação são os que parecem mais emocionante, e isso é uma categoria que gostam de ver. Sem dúvida o mais esperado do ano.

Postagens mais visitadas deste blog

O grito do mar na noite no site do jornal Rascunho

Resenha do livro O grito do mar na noite (Via Litterarum, 2015), publicada no Rascunho #192, de abril de 2016, por Clayton de Souza, disponível para leitura no site do jornal.

Leia aqui

A mesma resenha na versão impressa do jornal aqui

Foto do autor: Sarah Fernandes

Cinco poemas e três passagens de Ana Martins Marques no livro Da arte das armadilhas

Ana Martins Marques (foto daqui)

Espelho
Ana Martins Marques

                                     d’après e. e. cummings

Nos cacos
do espelho
quebrado
você se
multiplica
há um de
você
em cada
canto
repetido
em cada
caco

Por que
quebrá-
-lo
seria
azar?


--------


Teatro
Ana Martins Marques

Certa noite
você me disse
que eu não tinha
coração

Nessa noite
aberta
como uma estranha flor
expus a todos
meu coração
que não tenho


--------


Penélope
Ana Martins Marques

Teu nome
espaço

meu nome
espera

teu nome
astúcias

meu nome
agulhas

teu nome
nau

meu nome
noite

teu nome
ninguém

meu nome
também


--------


Caçada
Ana Martins Marques

E o que é o amor
senão a pressa
da presa
em prender-se?

A pressa
da presa
em
perder-se


--------


A festa
Ana Martins Marques

Procuramos um lugar
à parte.
Como se estivéssemos
em uma festa
e buscássemos um lugar
afastado
onde pudéssemos
secretamente
nos beijar.
Procuramos um lugar
a salvo
das palavras.

Mas esse
lugar
não há.


--------


"Um dia vou aprender a partir
vou partir
como qu…

Cinco poemas e três passagens de Ana Martins Marques em O livro das semelhanças

Ana Martins Marques (foto: Rodrigo Valente)

Coleção
Ana Martins Marques

                                        Para Maria Esther Maciel

Colecionamos objetos
mas não o espaço
entre os objetos

fotos
mas não o tempo
entre as fotos

selos
mas não
viagens

lepidópteros
mas não
seu voo

garrafas
mas não
a memória da sede

discos
mas nunca
o pequeno intervalo de silêncio
entre duas canções


--------


Ana Martins Marques

Combinamos por fim de nos encontrar
na esquina das nossas ruas
que não se cruzam


--------


Mar
Ana Martins Marques

Ela disse
mar
disse
às vezes vêm coisas improváveis
não apenas sacolas plásticas papelão madeira
garrafas vazias camisinhas latas de cerveja
também sombrinhas sapatos ventiladores
e um sofá
ela disse
é possível olhar
por muito tempo
é aqui que venho
limpar os olhos
ela disse
aqueles que nasceram longe
do mar
aqueles que nunca viram
o mar
que ideia farão
do ilimitado?
que ideia farão
do perigo?
que ideia farão
de partir?
pensarão em tomar uma estrada longa
e não olhar para tr…