Pular para o conteúdo principal

Cinco poemas e três passagens de Rodrigo Melo no livro Enquanto o mundo dorme

Rodrigo Melo (foto daqui)


Elevação
Rodrigo Melo

quando um caça é abatido
lá no oriente médio
vira estrela cadente
e leva paz para alguém

--------

Visita
Rodrigo Melo

solidão,
sua rameira impiedosa,
nunca apareça
sem avisar.

--------

A verdade
Rodrigo Melo

um homem de fibra
tem arrependimentos
e acorda suado
no meio da noite
e olha para a janela
em busca de alguém
porque a verdade
ele descobriu
quase nunca faz bem
porque a verdade
descobriu também
tem que ser repartida
um homem de colhões
luta para esquecer
as agruras do caminho
o egoísmo e a maldade
dos vencedores
porque a verdade
ele descobriu
é uma sentença
a verdade
também descobriu
depois de descoberta
te acompanha para
todo lugar.

--------

Imagem dois
Rodrigo Melo

a vida é um homem traído
voltando para casa mais cedo
com uma arma na mão.

--------

Prescrição para alcançar a paz original
Rodrigo Melo

não siga todo conselho que receber,
uns poucos,
como não manter a cabeça baixa ao caminhar por aí
feito um desses homens que receiam o que vão encontrar,
também não discuta,
não bajule,
não agrade demais,
tampouco pule de ponte alguma,
mesmo que as mulheres peçam,
mesmo que os chefes ordenem,
mesmo que a cidade inteira se reúna para tentar te convencer.
não guarde todo conselho que receber,
uns poucos,
como não criar expectativas a respeito da alma e da sua evolução,
nem tente entender a mesquinharia,
feito um desses homens que ainda acreditam no amor,
e esqueça as surras,
os tombos
e todas as patifarias que te fizeram
ou tentaram fazer.
um dia,
quando menos esperar,
nada disso fará
diferença.

--------

"outro dia um moleque perguntou à mãe
se havia casa lotérica lá no céu,
e a mãe respondeu que se ele não ficasse quieto
não ia haver céu algum."


"o mundo,
essa fera orgulhosa,
é feito um padrasto bêbado que abre
a porta sem avisar,
com suas mãos duras,
com seus dedos frios,
com seu hálito de umbral,
a dizer que é a vida e que
não faz mal."


"a morte é esse cupido maldoso,
que só atira flechas
quando a festa já está para acabar."



Presentes no livro de poemas "Enquanto o mundo dorme" (Penalux, 2016), de Rodrigo Melo, páginas 28, 86, 46-47, 31 e 32-33, respectivamente, além dos trechos dos poemas "Talvez não" (p. 60), "Maldito de nós, tão sós" (p. 83) e "Cupido" (p. 55), presentes na mesma obra.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Seleta: Lisa Hannigan

Lisa Hannigan (foto daqui ) Conheci a cantora e compositora irlandesa Lisa Hannigan graças ao emocionante filme “ Maudie ” (2016), da diretora irlandesa Aisling Walsh (baseado na história da artista canadense Maud Lewis ). A música dos créditos finais é “ Little Bird ”, e a suavidade, timbre, afinação e interpretação tátil da bela voz de Lisa Hannigan me fisgou na hora! Contemplei três dos seus álbuns, “ At Swim ” (2016), “ Passenger ” (2011) e “ Sea Sew ” (2008), e fiz uma seleta com 20 canções que mais gostei. Confira o belo trabalho da irlandesa Lisa Hannigan ! Ouça no YouTube  aqui Ouça no Spotify aqui 1) Tender [At Swim, 2016] 2) Funeral Suit  [At Swim, 2016] 3) Home [Passenger, 2011] 4) Little Bird [Passenger, 2011] 5) Paper House [Passenger, 2011] 6) An Ocean and a Rock [Sea Sew, 2008] 7) Prayer for the Dying [At Swim, 2016] 8) Nowhere to Go [Passenger, 2011] 9) Anahorish [At Swim, 2016] 10) We, the Drowned [At Swim, 2016] 11) Splishy Splashy [Sea Sew, 2008] 12) T

Leituras 2020

Os 10 livros lidos em 2020 Li 10 livros em 2020 , com destaque para a poesia, e selecionei trechos das obras de Alex Simões , Lúcio Autran , Wesley Correia , Mariana Botelho , Nina Rizzi , Érica Azevedo , Ana Valéria Fink e Cyro de Mattos , e trechos dos romances de Franklin Carvalho e Victor Mascarenhas . Além dos livros, elaborei uma seleção de poemas de Zecalu [publicados nas redes sociais em 2019], outra seleta de trechos de crônicas de Santiago Fontoura [publicadas no Facebook], e uma seleção de poemas de Martha Galrão . Por fim, reli a autobiografia de Rita Lee e divulguei trechos também. Boa leitura! “Contrassonetos catados & via vândala” (Mondrongo, 2015) Alex Simões Leia trechos  aqui “soda cáustica soda” (Patuá, 2019) Lúcio Autran Leia trechos  aqui “laboratório de incertezas” (Malê, 2020) Wesley Correia Leia trechos  aqui “o silêncio tange o sino” (Ateliê Editorial, 2010) Mariana Botelho Leia trechos  aqui   “A ordem interior do mundo” (7Letras, 2020) Franklin Carv

Seleta: Edson Gomes

Os discos e as músicas do cantor e compositor Edson Gomes são os meus prediletos e as que eu mais gosto dentre tudo que é feito de reggae no Brasil. No meado dos anos 1990, eu só ouvia Bob Marley & The Wailers o tempo inteiro, e foi o ilustre mestre cachoeirano quem despertou o meu interesse para outros sons além do gigante jamaicano. Fiquei fã de Edson Gomes antes de conhecer Burning Spear , Peter Tosh , Alpha Blondy , Gregory Isaacs e muitos outros. Foram os clássicos dele, e são muitos, muita música boa, arranjos excelentes, o sonzaço da banda Cão de Raça (adoro a timbragem e improvisos do guitarrista Tony Oliveira ), que me apresentaram a magia do Recôncavo Baiano , de Cachoeira , muitos anos antes da Flica . Na Seleta de hoje, as 42 músicas que mais gosto, gravadas por Edson Gomes & Banda Cão de Raça , presentes em seis álbuns : “ Resgate Fatal ” (1995), “ Campo de Batalha ” (1992), “ Recôncavo ” (1990), “ Apocalipse ” (1997), “ Reggae Resistência ” (1988) e “ Acor