Pular para o conteúdo principal

Produções de Emmanuel Mirdad: Ano 2019


Em 2019, a Cali e a parceira Icontent realizaram a 9ª edição da Flica. O Governo do Estado da Bahia continuou como patrocinador mais importante, com diversas secretarias reunidas na programação do espaço Educar para Transformar, e o governador Rui Costa esteve presente no lançamento da Flica 2019 em Salvador (uma coletiva para imprensa, e a presença da autora homenageada, Gláucia Lemos, e diversas autoridades). Uma das felicidades foi a volta do patrocinador Coelba à Flica (ajudou a viabilizar o evento de 2012 a 2017).

Assim como nas últimas edições, a Flica 2019 foi prestigiada por um grande público, que lotou todas as suas programações, revelando que é preciso que a ampliação aconteça. A curadoria das Mesas Literárias passou a ser comandada pela poeta, professora e jornalista Kátia Borges, e o destaque foi a presença da poesia e as estreias de mesas com Cordel, HQ e temática LGBTQIA+. A grande novidade da 9ª edição da Festa Literária Internacional de Cachoeira foi a Geração Flica, uma programação voltada para os jovens, com a curadoria da booktuber Bárbara Sá, e nomes de prestígio das redes sociais, como Matheus Rocha, Edgard Abbehusen e Pam Gonçalves.

Finalmente consegui desengavetar o meu último trabalho musical, o álbum Fluid (composições minhas e produção dividida com Átila Santtana), do projeto Orange Roots, de reggae psicodélico-progressivo em inglês, que estava finalizado desde julho de 2016. Junto aos sócios Jahgun (cantor) e Max Fonseca (arte visual), acertamos o selo Surforeggae Sound System Brazil, de Rafael Costa, que lançou virtualmente Fluid em todas as plataformas.



Flica 2019

A Flica é a 1ª festa literária da Bahia, que acontece sempre em outubro, promovendo o encontro de autores internacionais, nacionais e locais com o seu público, em mesas de debate temáticas e sessões de autógrafos na livraria oficial, além da programação infantil da Fliquinha, a programação jovem da Geração Flica, shows musicais e atividades culturais diversas.

O Governo do Estado da Bahia apresentou a 9ª edição da Flica, de 24 a 27 de outubro, na cidade histórica de Cachoeira, Recôncavo Baiano, com o patrocínio da Coelba e Aneel via Fazcultura e Governo da Bahia, apoio da Prefeitura de Cachoeira, e realização da Cali e Icontent / Rede Bahia.

A Flica 2019 homenageou a escritora baiana Gláucia Lemos, que completou 40 anos de literatura esse ano. A poeta, professora, jornalista e escritora Kátia Borges foi a curadora das Mesas Literárias, e a programação teve estreias celebradas: a literatura de cordel (com o astro Bráulio Bessa), literatura LGBTQIA+ (com a primeira autora argentina a participar do evento, Mariana Komisseroff) e Quadrinhos (o encontro do premiado Marcelo D’Salete com Hugo Canuto). O grande destaque foi a poesia, com duas mesas incríveis e emocionantes: a portuguesa Maria do Rosário Pedreira (que poeta!!!) com o feirense Antonio Barreto, e os baianos Jovina Souza e Lande Onawale.

Finalmente conseguimos produzir a programação voltada aos jovens: 2019 foi a estreia da Geração Flica, propriedade que proporcionou a volta do patrocinador Coelba ao nosso evento. Com a curadoria da booktuber e escritora baiana Bárbara Sá (uma aposta minha, assim como Kátia Borges – estreia das duas como curadoras de festa literária), a programação foi muito celebrada, intercalando nomes nacionais como Thalita Rebouças, Clara Alves e Pam Gonçalves, a locais bombados como Edgard Abbehusen, Matheus Rocha e Tatiana Amaral.

Na Fliquinha, a presença de celebrados autores nacionais, como Ivan Zigg, Peter O' Sagae e Luciana Savaget. Nas Intervenções Artísticas, programação inteiramente dedicada aos artistas de Cachoeira. No espaço Educar para Transformar, pelo segundo ano na Fundação Hansen Bahia, com as programações das secretarias do Governo, casa cheia todos os dias, muitos estudantes, atividades literárias e de diversas artes.









Patrocinadores – Governo do Estado da Bahia (Patrocínio Apresenta) | Coelba | Aneel | Fazcultura | Governo da Bahia

Apoiador – Prefeitura Municipal de Cachoeira

Funções – Coordenador Geral e de Conteúdo | Coordenação das curadorias Mesas Literárias e Geração Flica | Criação do projeto | Sócio da marca

Info – Ao Vivo e Matérias no Bahia Meio-Dia (TV Bahia) – veja aqui, aqui
 e aqui | Matérias no BATV (TV Bahia) – aqui, aqui, aqui e aqui | Matérias no Jornal da Manhã (TV Bahia) – veja aqui, aqui e aqui | Ao Vivo no Bom Dia Sábado (TV Bahia) – veja aqui | Programa Conexão Bahia (TV Bahia) – veja aqui e aqui

PS: As fotos oficiais acima são de Eli Cruz

-----


Lançamento da Flica 2019

O lançamento da 9ª edição da Flica foi uma coletiva de imprensa & coffee break, no dia 19 de setembro, no Salão de Atos da Governadoria, CAB, em Salvador, Bahia, com realização da Cali e Icontent / Rede Bahia.

O Governador da Bahia, Rui Costa, esteve presente e fez uma importante fala, enaltecendo o conhecimento e a importância de se investir em cultura. Além dele, também se pronunciaram à imprensa e convidados a autora homenageada da Flica 2019, Gláucia Lemos, a Secretária de Cultura, Arany Santana, o prefeito de Cachoeira, Tato Pereira, o diretor executivo de entretenimento da Rede Bahia, Paulo Sobral, e eu, Coordenador Geral da Flica e sócio da Cali (que fiz uma longa fala, divulgando toda a programação das Mesas Literárias, Fliquinha e Geração Flica).

O Salão de Atos ficou completamente lotado, com a presença de diversas secretárias e secretários estaduais e municipais, deputadas e deputados, convidados, dirigentes, autoras e autores, e a curadoria 100% feminina: Kátia Borges (Mesas Literárias), Bárbara Sá (Geração Flica), Lilia Gramacho e Mira Silva (Fliquinha).



Patrocinadores – Cali | Icontent / Rede Bahia

Funções – Coordenador Geral e de Conteúdo | Coordenação das curadorias Mesas Literárias e Geração Flica | Sócio da marca

Info – Matéria no BATV (TV Bahia) – veja aqui | Matéria no TVE Revista (TVE) – veja aqui | Matéria da Secom – veja aqui | Clipagem e fotos – veja aqui

PS1: Patrocinadores da Flica 2019 na época do lançamento – Governo do Estado da Bahia (Patrocínio Apresenta) | Coelba | Aneel | Fazcultura

PS2: Apoiador da Flica 2019 – Prefeitura Municipal de Cachoeira

PS3: As fotos oficiais acima são de Eli Cruz 

-----


Lançamento virtual do álbum Fluid — Orange Roots

Fluid (2019) é o álbum de estreia do Orange Roots, que foi lançado em todas as plataformas em 27 de setembro de 2019, pelo selo Surforeggae Sound System Brazil, distribuidor de álbuns de artistas de renome internacional como Groundation e Israel Vibration, entre outros.

Com nove faixas, produzido por mim (também compus as músicas) e Átila Santtana, o álbum foi gravado em 2015/2016 em Salvador, Bahia, e apresenta a voz melodiosa e harmônica do cantor Jahgun, baiano radicado em Los Angeles, unido à concepção estética do artista visual Max Fonseca. Vibrando o reggae psicodélico & progressivo, uma formação valiosa: Iuri Carvalho na bateria, Fabrício Mota no baixo, Tadeu Mascarenhas nas teclas e Átila Santtana nas guitarras.




Patrocinador – Meu bolso (a gravação e finalização do álbum)

Funções – Produtor musical | Produtor executivo | Compositor | Violonista

Info – Ouça aqui | Sobre Orange Roots e a gravação – veja aqui | Release – veja aqui

PS: As fotos oficiais acima são de Karim Saafir (retrato) e Max Fonseca (arte)

-----------
-----------

Projetos descartados 2019
08 não-realizações
01 empresa | 02 eventos
05 projetos

Produtoras
01 empresa descartada

Miwa
Em sociedade com Luana Rebouças
[Ago e Set/2019]
Apenas conversas preliminares: debatemos as primeiras ideias de projetos de quatro grandes festivais, nas áreas do autoconhecimento, game, tecnologia, conhecimento, literatura e entretenimento, e de projetos de médio e pequeno porte para inserir a empresa no mercado (focando em Camaçari e Salvador), escolhemos o nome (sugestão minha), acertamos Max Fonseca para ser o design parceiro (chegou a esboçar a primeira sugestão para a marca Miwa) e começamos a elaborar os conceitos da produtora. Fiquei muito empolgado, pois havia considerado um encontro de visões empresariais semelhantes, porém, a empresa não chegou a ser aberta por conta de falta de tempo da parceira, questões profissionais e pessoais.

Eventos
02 eventos descartados

Festa literária

Costa Literária de Camaçari
Realização da Cali e Icontent
[Set/2017 a Abr/2019]
O patrocínio captado não foi suficiente.

Evento literário

Vidas Autorais
Realização da Cali e Icontent
[Ago/2018 a Ago/2019]
O patrocínio captado não foi suficiente.

Projetos
05 projetos descartados

Literatura

Rolé Literário
Em parceria com Marcus Ferreira e Mirtes Santa Rosa
[Ago e Set/2019]
Apenas conversas preliminares, mas o projeto não foi desenvolvido pelo foco em outras prioridades.

Audiovisual

Série “Karma”
Em parceria com Litza Rabelo
[Mai a Jul/2019]
Apenas conversas preliminares, mas o projeto de adaptar os meus contos em série audiovisual não foi desenvolvido pelo foco em outras prioridades.

Programas

Programa “Fala Sexo”
Em parceria com Marcelo Caetano e Carolina Su
[Ago a Nov/2019]
Apenas conversas preliminares, chegamos a gravar um demo-piloto com celular no improviso, mas eu desisti de desenvolver o projeto de um programa sobre sexo para o YouTube pelo foco em outras prioridades.

Música

Gravação do álbum “Organismo”, de Cal Ribeiro
Produção solo
[Ago a Out/2019]
Tentei retomar o projeto de gravação do álbum “Organismo”, do cantor e compositor Cal Ribeiro, para disputar o edital do Governo da Bahia (já estava pronto, era só atualizar, pois disputamos esse mesmo edital em 2014 e não fomos aprovados), cheguei a acertar com o produtor musical Anderson Cunha e Cal Ribeiro de novo, ficamos de combinar uma data para uma reunião entre nós, mas o trabalho com o Orange Roots e o lançamento e execução da Flica me sobrecarregaram, e não consegui tempo – o prazo para inscrição foi encerrado. Pedi desculpas aos prezados, e ficou para uma próxima vez.

Gravação do álbum “Pinaúna”
– composições de Marcus Zanom
Produção solo
[Ago a Out/2019]
Retomei a proposta de trabalhar com o compositor Marcus Zanom (tentei produzi-lo, algumas vezes, em anos passados – última tentativa: 2013). Dessa vez, desengavetaria as suas composições na voz de uma cantora capaz de ganhar edital. Junto com Zanom, analisamos o repertório (músicas que já conhecia e novidades) e selecionamos as músicas. Zanom fez ajustes nas letras para um eu lírico feminino e gravou as demos, e eu organizei um perfil dele no Souncloud para prospectar a cantora. Sondei produtores amigos, pedindo dicas. Convidei as cantoras Gab Ferreira e Clariana, que negaram pois estavam dedicadas aos seus projetos, e a cantora Joane Bittencourt, que não topou por estar em processo de saída do Brasil. Mudei o foco e cheguei a convidar o influencer Uran Rodrigues, mas ele negou, por não se sentir à vontade de estar à frente de um projeto musical. Zanom indicou uma boa cantora amiga dele, mas eu me desmotivei, perdemos o tempo do edital do Governo e não consegui imaginar um projeto competitivo para o edital da Natura Musical em 2020. Ou seja, gaveta!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Seleta: Lisa Hannigan

Lisa Hannigan (foto daqui ) Conheci a cantora e compositora irlandesa Lisa Hannigan graças ao emocionante filme “ Maudie ” (2016), da diretora irlandesa Aisling Walsh (baseado na história da artista canadense Maud Lewis ). A música dos créditos finais é “ Little Bird ”, e a suavidade, timbre, afinação e interpretação tátil da bela voz de Lisa Hannigan me fisgou na hora! Contemplei três dos seus álbuns, “ At Swim ” (2016), “ Passenger ” (2011) e “ Sea Sew ” (2008), e fiz uma seleta com 20 canções que mais gostei. Confira o belo trabalho da irlandesa Lisa Hannigan ! Ouça no YouTube  aqui Ouça no Spotify aqui 1) Tender [At Swim, 2016] 2) Funeral Suit  [At Swim, 2016] 3) Home [Passenger, 2011] 4) Little Bird [Passenger, 2011] 5) Paper House [Passenger, 2011] 6) An Ocean and a Rock [Sea Sew, 2008] 7) Prayer for the Dying [At Swim, 2016] 8) Nowhere to Go [Passenger, 2011] 9) Anahorish [At Swim, 2016] 10) We, the Drowned [At Swim, 2016] 11) Splishy Splashy [Sea Sew, 2008] 12) T

Leituras 2020

Os 10 livros lidos em 2020 Li 10 livros em 2020 , com destaque para a poesia, e selecionei trechos das obras de Alex Simões , Lúcio Autran , Wesley Correia , Mariana Botelho , Nina Rizzi , Érica Azevedo , Ana Valéria Fink e Cyro de Mattos , e trechos dos romances de Franklin Carvalho e Victor Mascarenhas . Além dos livros, elaborei uma seleção de poemas de Zecalu [publicados nas redes sociais em 2019], outra seleta de trechos de crônicas de Santiago Fontoura [publicadas no Facebook], e uma seleção de poemas de Martha Galrão . Por fim, reli a autobiografia de Rita Lee e divulguei trechos também. Boa leitura! “Contrassonetos catados & via vândala” (Mondrongo, 2015) Alex Simões Leia trechos  aqui “soda cáustica soda” (Patuá, 2019) Lúcio Autran Leia trechos  aqui “laboratório de incertezas” (Malê, 2020) Wesley Correia Leia trechos  aqui “o silêncio tange o sino” (Ateliê Editorial, 2010) Mariana Botelho Leia trechos  aqui   “A ordem interior do mundo” (7Letras, 2020) Franklin Carv

Seleta: Edson Gomes

Os discos e as músicas do cantor e compositor Edson Gomes são os meus prediletos e as que eu mais gosto dentre tudo que é feito de reggae no Brasil. No meado dos anos 1990, eu só ouvia Bob Marley & The Wailers o tempo inteiro, e foi o ilustre mestre cachoeirano quem despertou o meu interesse para outros sons além do gigante jamaicano. Fiquei fã de Edson Gomes antes de conhecer Burning Spear , Peter Tosh , Alpha Blondy , Gregory Isaacs e muitos outros. Foram os clássicos dele, e são muitos, muita música boa, arranjos excelentes, o sonzaço da banda Cão de Raça (adoro a timbragem e improvisos do guitarrista Tony Oliveira ), que me apresentaram a magia do Recôncavo Baiano , de Cachoeira , muitos anos antes da Flica . Na Seleta de hoje, as 42 músicas que mais gosto, gravadas por Edson Gomes & Banda Cão de Raça , presentes em seis álbuns : “ Resgate Fatal ” (1995), “ Campo de Batalha ” (1992), “ Recôncavo ” (1990), “ Apocalipse ” (1997), “ Reggae Resistência ” (1988) e “ Acor