Pular para o conteúdo principal

Leituras 2019

Os 25 livros lidos em 2019

Dentre os 25 livros que li em 2019, selecionei trechos de 19 livros, com destaque para a poesia de Maria do Rosário Pedreira, Kátia Borges e Phil Moreno, os contos de Chris Offutt, Dezsö Kosztolányi, Junot Díaz e Breece D’J Pancake, as crônicas de Clarice Lispector, as reflexões de Noemi Jaffe, os romances de Itamar Vieira Junior e Ricardo Cury, entre outros livros. Além disso, foi um ano que reli alguns blogs que gosto, e selecionei trechos de três: Aeronauta, de Ângela Vilma, Minicontos, de Carlos Barbosa, e Estranhamentos, de Mônica Menezes. Abaixo, você pode conferir, quais foram os livros lidos, além dos que tiveram passagens selecionadas e mais trechos dos blogs. Boa leitura!

“Poesia reunida”
(Quetzal Editores, 2012)
Maria do Rosário Pedreira
Leia trechos aqui

“Todas as crônicas”
(Rocco, 2018)
Clarice Lispector
Leia trechos aqui | aqui
aqui | aqui | aqui

“Rita Lee: Uma autobiografia”
(Globo Livros, 2016)

“Antologia do conto húngaro”
(Topbooks, 1998)
Org. Paulo Rónai
Leia trechos aqui

“Além das montanhas”
(Rocco, 2003)
Chris Offutt
Leia trechos aqui

“O tradutor cleptomaníaco e
outras histórias de Kornél Esti”
(Editora 34, 2016)
Dezsö Kosztolányi
Leia trechos aqui

“O que os cegos estão sonhando?”
(Editora 34, 2012)
Noemi Jaffe
Leia trechos aqui

“O exercício da distração”
(Penalux, 2017)
Kátia Borges
Leia trechos aqui

“Torto arado”
(Todavia, 2019)
Itamar Vieira Junior
Leia trechos aqui

“Afogado”
(Record, 1998)
Junot Díaz
Leia trechos aqui

“Tchau”
(2019)
Ricardo Cury
Leia trechos aqui

“Canções mexicanas”
(Casa da Palavra, 2013)
Gonçalo M. Tavares

“Contos cortantes”
(Bertrand Brasil, 1994)
Breece D’J Pancake
Leia trechos aqui

“A espera que não tem fim”
(Paginae, 2019)
Phil Moreno
Leia trechos aqui

“O albatroz azul”
(Nova Fronteira, 2009)
João Ubaldo Ribeiro
Leia trechos aqui

“Contos dos Orixás”
(2019)
Hugo Canuto

“De corpo inteiro”
(Siciliano, 1992)
Clarice Lispector

“Dado Villa-Lobos – Memórias de um legionário”
(Mauad X, 2015)
Dado Villa-Lobos, Felipe Demier e Romulo Mattos

“Cosmogonias”
(Kotter Editorial, 2018)
Otto Leopoldo Winck
Leia trechos aqui

“O afinador de piano”
(Companhia das Letras, 2003)
Daniel Mason
Leia trechos aqui

“Mínimas estórias gerais”
(Alba, 2017)
Myriam Fraga
Leia trechos aqui

“O povoado das onze mil virgens”
(Teatro Popular de Ilhéus, 2019)
Pawlo Cidade
Leia trechos aqui

“Íntimo Vesúvio”
(Pinaúna, 2017)
Wesley Correia
Leia trechos aqui

“Só as mulheres e o bom humor podem nos salvar”
(2011)
Sérgio Faria

“Cinzas de sonhos desabam sobre mim”
(Pinaúna, 2017)
Marlon Marcos
Leia trechos aqui

-----------

Blog Aeronauta
(2007-2016)
Ângela Vilma
Leia trechos aqui

Blog Minicontos
(2010-2019)
Carlos Barbosa
Leia trechos aqui

Blog Estranhamentos
(2011-2015)
Mônica Menezes
Leia trechos aqui

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Seleta: Lisa Hannigan

Lisa Hannigan (foto daqui ) Conheci a cantora e compositora irlandesa Lisa Hannigan graças ao emocionante filme “ Maudie ” (2016), da diretora irlandesa Aisling Walsh (baseado na história da artista canadense Maud Lewis ). A música dos créditos finais é “ Little Bird ”, e a suavidade, timbre, afinação e interpretação tátil da bela voz de Lisa Hannigan me fisgou na hora! Contemplei três dos seus álbuns, “ At Swim ” (2016), “ Passenger ” (2011) e “ Sea Sew ” (2008), e fiz uma seleta com 20 canções que mais gostei. Confira o belo trabalho da irlandesa Lisa Hannigan ! Ouça no YouTube  aqui Ouça no Spotify aqui 1) Tender [At Swim, 2016] 2) Funeral Suit  [At Swim, 2016] 3) Home [Passenger, 2011] 4) Little Bird [Passenger, 2011] 5) Paper House [Passenger, 2011] 6) An Ocean and a Rock [Sea Sew, 2008] 7) Prayer for the Dying [At Swim, 2016] 8) Nowhere to Go [Passenger, 2011] 9) Anahorish [At Swim, 2016] 10) We, the Drowned [At Swim, 2016] 11) Splishy Splashy [Sea Sew, 2008] 12) T

Leituras 2020

Os 10 livros lidos em 2020 Li 10 livros em 2020 , com destaque para a poesia, e selecionei trechos das obras de Alex Simões , Lúcio Autran , Wesley Correia , Mariana Botelho , Nina Rizzi , Érica Azevedo , Ana Valéria Fink e Cyro de Mattos , e trechos dos romances de Franklin Carvalho e Victor Mascarenhas . Além dos livros, elaborei uma seleção de poemas de Zecalu [publicados nas redes sociais em 2019], outra seleta de trechos de crônicas de Santiago Fontoura [publicadas no Facebook], e uma seleção de poemas de Martha Galrão . Por fim, reli a autobiografia de Rita Lee e divulguei trechos também. Boa leitura! “Contrassonetos catados & via vândala” (Mondrongo, 2015) Alex Simões Leia trechos  aqui “soda cáustica soda” (Patuá, 2019) Lúcio Autran Leia trechos  aqui “laboratório de incertezas” (Malê, 2020) Wesley Correia Leia trechos  aqui “o silêncio tange o sino” (Ateliê Editorial, 2010) Mariana Botelho Leia trechos  aqui   “A ordem interior do mundo” (7Letras, 2020) Franklin Carv

Seleta: Edson Gomes

Os discos e as músicas do cantor e compositor Edson Gomes são os meus prediletos e as que eu mais gosto dentre tudo que é feito de reggae no Brasil. No meado dos anos 1990, eu só ouvia Bob Marley & The Wailers o tempo inteiro, e foi o ilustre mestre cachoeirano quem despertou o meu interesse para outros sons além do gigante jamaicano. Fiquei fã de Edson Gomes antes de conhecer Burning Spear , Peter Tosh , Alpha Blondy , Gregory Isaacs e muitos outros. Foram os clássicos dele, e são muitos, muita música boa, arranjos excelentes, o sonzaço da banda Cão de Raça (adoro a timbragem e improvisos do guitarrista Tony Oliveira ), que me apresentaram a magia do Recôncavo Baiano , de Cachoeira , muitos anos antes da Flica . Na Seleta de hoje, as 42 músicas que mais gosto, gravadas por Edson Gomes & Banda Cão de Raça , presentes em seis álbuns : “ Resgate Fatal ” (1995), “ Campo de Batalha ” (1992), “ Recôncavo ” (1990), “ Apocalipse ” (1997), “ Reggae Resistência ” (1988) e “ Acor