Pular para o conteúdo principal

Dedicatórias para o leitor Emmanuel Mirdad



O leitor Emmanuel Mirdad é um colecionador de dedicatórias. Para ele, é como se a assinatura do autor fosse uma autorização para imergir na obra, como se ela se tornasse mais legítima, o consumo consentido, receitado, referendado. Além disso, é uma dose de carinho, recado afetivo que se imortaliza como um retrato, digitalizado e compartilhado, uma selfie literária entre amigos e/ou colegas, comparsas, mestres e discípulos.


2015




Livros de João Filho, Tom Correia,
Bruno Liberal e Marielson Carvalho
Clique aqui






Livros de Victor Mascarenhas, Márcio Matos, Bruno Liberal e Ferreira Gullar
Clique aqui



Livros de Ronaldo Correia de Brito, Cristovão Tezza, Antônio Torres e Cristiano Ramos
Clique aqui 




Livros de Mayrant Gallo em 2015

Clique aqui






Coletânea Outro livro na estante

Clique aqui







Livros de Carlos Barbosa, Tarcísio Buenas, Joana Rizério, Georgio Rios, Marcus Vinícius Rodrigues e Catarina Guedes

Clique aqui





2014




Livros de Gonçalo M. Tavares

Clique aqui







Livros de Matéi Visniec

Clique aqui







Livros de Ondjaki, Leonidas Donskis, Roberval Pereyr e Carlos Henrique Schroeder
Clique aqui






Livros de Ruy Espinheira Filho, 
João Filho, Kátia Borges, 
Marcio Matos, 
Nalini Vasconcelos 
e Odara Rufino

Clique aqui











Livros de Herculano Neto, 
Henrique Wagner, 
João Mendonça, 
Mayrant Gallo 
Dênisson Padilha Filho

Clique aqui






Livros de João Filho, Mariana Paiva, Marcus Vinícius Rodrigues, Márcia Moreira e Gustavo Felicíssimo
Clique aqui



Livros de Affonso Manta, Lima Trindade, Rodrigo Melo, Tarcí-sio Borges, Cau Gomez e Victor Mascarenhas
Clique aqui



Livros de Ricardo Thadeu, Cleberton Santos e Cyro de Mattos
Clique aqui



2010-2013



Livros de Pepetela

Clique aqui






Livros de Reinaldo Moraes

Clique aqui







Livros de Cristovão Tezza

Clique aqui








Livros de Hélio Pólvora e Ruy Espinheira Filho

Clique aqui









Livros de Mayrant Gallo

Clique aqui









Livros de José Inácio Vieira de Melo

Clique aqui







Livros de Sérgio Rodrigues, Mário Magalhães, Luiz Felipe Pondé e Állex Leilla
Clique aqui




Livros de Tabajara Ruas, Ronaldo Correia de Brito, José Eduardo Agualusa e Ana Paula Maia - Clique aqui




Livros de André Setaro, Victor Mascarenhas, Gláucia Lemos e Joca Reiners Terron
Clique aqui




Livros de Jessica Smetak, Carpinejar, Eduardo Bueno e Mariana Paiva
Clique aqui



Livros de Adelice Souza, Carlos Barbosa, Gláucia Lemos, As Baianas e Aurélio Schommer - Clique aqui





Livros de Leandro Narloch, 
Victor Mascarenhas, Aurélio Schommer, 
Katherine Funke, Wladimir Cazé 
e Karina Rabinovitz

Clique aqui




Livros de Fernando Conceição, Davi Boaventura, Saulo Ribeiro, Georgio Rios e Eliakin Rufino - Clique aqui




Livros de presente: Clarice Lispector, Rilke, Arnaldo Branco e Saulo Ribeiro

Clique aqui

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O grito do mar na noite no site do jornal Rascunho

Resenha do livro O grito do mar na noite (Via Litterarum, 2015), publicada no Rascunho #192, de abril de 2016, por Clayton de Souza, disponível para leitura no site do jornal.

Leia aqui

Informações sobre o livro (trechos, release, fotos, crítica, etc.) aqui

Foto do autor: Sarah Fernandes

Cinco poemas e três passagens de Ana Martins Marques no livro Da arte das armadilhas

Ana Martins Marques (foto daqui)

Espelho
Ana Martins Marques

                                     d’après e. e. cummings

Nos cacos
do espelho
quebrado
você se
multiplica
há um de
você
em cada
canto
repetido
em cada
caco

Por que
quebrá-
-lo
seria
azar?


--------


Teatro
Ana Martins Marques

Certa noite
você me disse
que eu não tinha
coração

Nessa noite
aberta
como uma estranha flor
expus a todos
meu coração
que não tenho


--------


Penélope
Ana Martins Marques

Teu nome
espaço

meu nome
espera

teu nome
astúcias

meu nome
agulhas

teu nome
nau

meu nome
noite

teu nome
ninguém

meu nome
também


--------


Caçada
Ana Martins Marques

E o que é o amor
senão a pressa
da presa
em prender-se?

A pressa
da presa
em
perder-se


--------


A festa
Ana Martins Marques

Procuramos um lugar
à parte.
Como se estivéssemos
em uma festa
e buscássemos um lugar
afastado
onde pudéssemos
secretamente
nos beijar.
Procuramos um lugar
a salvo
das palavras.

Mas esse
lugar
não há.


--------


"Um dia vou aprender a partir
vou partir
como qu…

Cinco poemas e três passagens de Ana Martins Marques em O livro das semelhanças

Ana Martins Marques (foto: Rodrigo Valente)

Coleção
Ana Martins Marques

                                        Para Maria Esther Maciel

Colecionamos objetos
mas não o espaço
entre os objetos

fotos
mas não o tempo
entre as fotos

selos
mas não
viagens

lepidópteros
mas não
seu voo

garrafas
mas não
a memória da sede

discos
mas nunca
o pequeno intervalo de silêncio
entre duas canções


--------


Ana Martins Marques

Combinamos por fim de nos encontrar
na esquina das nossas ruas
que não se cruzam


--------


Mar
Ana Martins Marques

Ela disse
mar
disse
às vezes vêm coisas improváveis
não apenas sacolas plásticas papelão madeira
garrafas vazias camisinhas latas de cerveja
também sombrinhas sapatos ventiladores
e um sofá
ela disse
é possível olhar
por muito tempo
é aqui que venho
limpar os olhos
ela disse
aqueles que nasceram longe
do mar
aqueles que nunca viram
o mar
que ideia farão
do ilimitado?
que ideia farão
do perigo?
que ideia farão
de partir?
pensarão em tomar uma estrada longa
e não olhar para tr…