terça-feira, 27 de setembro de 2016

Seis poemas de Carollini Assis em O livro das palavras mal ditas

Carollini Assis (foto daqui)


Paixão
Carollini Assis

A dor do crucifixo
da mulher
roçando o pescoço
do amante.


--------


Noivado
Carollini Assis

Peço-te a mão.
Aceitas
uma punheta?


--------


Avó
Carollini Assis

– Vou me casar.
– Deus te abençoe.
(silêncio)
– Ele te bate, minha filha?


--------


Valença
Carollini Assis

Esse cheiro de peixe
que de mim exala
mesmo quando uso
Chanel nº 5.


--------


Chapeuzinho Vermelho
Carollini Assis

Enquanto seu lobo não vem,
visito o lenhador.


--------


Faz-me rir
Carollini Assis

Acreditei quando criança:
sapos viram príncipes.
Agora estou no brejo.







Presentes em O livro das palavras mal ditas (Mondrongo, 2016), páginas 56, 65, 38, 47, 39 e 16, respectivamente.




Nenhum comentário: