Pular para o conteúdo principal

Produções de Emmanuel Mirdad: Ano 2017


Em 2017, a Cali e a parceira Icontent lançaram um novo produto: a FliCaixa, Festa Literária da Caixa, com três edições nas sedes das Caixas Culturais de Salvador, Fortaleza e Curitiba. Concebi o formato do produto e assinei a curadoria das Mesas Literárias da 1ª edição da FliCaixa, a primeira produção nossa fora da Bahia e do Nordeste.

A FliCaixa foi fruto do nosso produto de grande sucesso, a Flica, que teve a sua 7ª edição realizada em Cachoeira, Bahia, com recorde de público e todas as programações lotadas, aberta pelo Governador da Bahia, Rui Costa, além de um curador externo pela primeira vez (o escritor Tom Correia). A Flica 2017 foi lançada em Salvador, numa coletiva com café da manhã, e a presença do autor homenageado, Ruy Espinheira Filho, do Governador e diversas autoridades.

2017 foi um ano de muito trabalho, mas ainda considerava a minha carreira artística prioritária, dedicado à literatura: decidi colocar a minha obra gratuitamente na internet e lancei dois livros virtuais (aqui e aqui), continuei a melhorar o meu primeiro romance (que foi finalista do Prêmio Sesc de Literatura e do Prêmio Cepe Nacional de Literatura) e li muitas obras. Tentei me inserir em produções audiovisuais novamente, mas não deu certo (fiz um curso e esbocei uma nova série baseada em Tchekhov).



Flica 2017

A Flica é a 1ª festa literária da Bahia, que acontece sempre em outubro, promovendo o encontro de autores internacionais, nacionais e locais com o seu público, em mesas de debate temáticas e sessões de autógrafos na livraria oficial, além da programação infantil da Fliquinha, shows musicais e atividades culturais diversas.

Governo do Estado da Bahia apresentou a 7ª edição da Flica, de 05 a 08 de outubro, na cidade histórica de Cachoeira, Recôncavo Baiano, com realização da Cali e Icontent / Rede Bahia. Recorde de público, com todas as programações lotadas, a Flica 2017 contou com a presença do Governador da Bahia, Rui Costa, na abertura da festa (acompanhado pela primeira-dama Aline Peixoto e as suas duas filhas pequenas). O cantor Saulo lotou a Praça da Aclamação e o autor homenageado do ano foi o aclamado poeta baiano Ruy Espinheira Filho.

A Flica 2017 inovou: a partir desta edição, a curadoria das Mesas Literárias passa a ser externa, não vinculada aos sócios da festa. O escritor e jornalista Tom Correia foi contratado como curador, e a programação teve grandes atrações como Paulina Chiziane, Jout Jout, Carlos Moore, Maria Valéria Rezende, Elisa Lucinda e a primeira mesa indígena da Flica, com Daniel Munduruku e Eliane Potiguara.





Patrocinador – Governo do Estado da Bahia (Patrocínio Apresenta)

Apoiadores – Hiperideal | Coelba | Fazcultura | Prefeitura Municipal de Cachoeira | Odebrecht | FIEB-SESI

Funções – Coordenador Geral e de Conteúdo | Criação do projeto | Sócio da marca

Info – Vídeo oficial – veja aqui | Matérias no BATV (TV Bahia) – veja aqui, aqui e aqui | Programa Mosaico (TV Bahia) – veja aqui | Programa Conexão Bahia (TV Bahia) – veja aqui | Matérias no Bahia Meio-Dia (TV Bahia) – veja aqui e aqui | Matéria e ao vivo no Jornal da Manhã (TV Bahia) – veja aqui

PS: As fotos oficiais acima são de Paolo Paes e Luciano Veloso

-----


Lançamento da Flica 2017

Diferente do que foi em 2015, o lançamento da 7ª edição da Flica foi uma coletiva de imprensa com café da manhã, no dia 18 de julho, no Palácio Rio Branco, em Salvador, Bahia, com realização da Cali e Icontent / Rede Bahia.

O Governador da Bahia, Rui Costa, esteve presente e falou sobre a importância de se investir em cultura. Além dele, também se pronunciaram à imprensa e convidados o autor homenageado da Flica 2017, Ruy Espinheira Filho, o Secretário de Cultura, Jorge Portugal, o prefeito de Cachoeira, Tato Pereira, e eu, Coordenador Geral da Flica e sócio da Cali.

O presidente da Rede Bahia, ACM Júnior, deu as boas-vindas e divulgou a data do evento, e o curador das Mesas Literárias, Tom Correia, e a curadora da Fliquinha, Mira Silva, apresentaram algumas das atrações confirmadas. Entre os convidados, a presença da senadora Lídice da Mata, Secretários de Estado, deputados, autoridades e jornalistas.



Patrocinadores – Cali | Icontent / Rede Bahia

Funções – Coordenador Geral e de Conteúdo | Sócio da marca

Info – Matéria no BATV (TV Bahia) – veja aqui | Matéria no TVE Revista (TVE) – veja aqui

PS1: Patrocinador da Flica 2017 – Governo do Estado da Bahia (Patrocínio Apresenta)

PS2: Apoiadores da Flica 2017 – Hiperideal | Coelba | Fazcultura | Prefeitura Municipal de Cachoeira | Odebrecht | FIEB-SESI

PS3: As fotos oficiais acima são de Ana Bispo e também de Lucas do Rosário (Cobertura Secult)


-----


FliCaixa — 1ª edição

A FliCaixa, Festa Literária da Caixa, foi o primeiro produto criado e o segundo realizado pela parceria das produtoras Cali e Icontent / Rede Bahia.

O movimento começou com o lançamento da Flica 2015 na Caixa Cultural em Salvador, Bahia. Começou a dar ares de desligamento da Flica com o evento “frankenstein” em 2016 (Flica na Caixa). Até que, em 2017, ganhou a sua forma, prospectado por Thiago Fontes, da Icontent, com o conceito criado por mim: uma festa literária itinerante, que circulasse por todas as Caixas Culturais do país, com programação adulta e infantil, as atrações nacionais em todas as edições, trocando apenas os locais. 

Com patrocínio da Caixa e do Governo Federal, conseguimos a aprovação no edital para circular, na 1ª edição da FliCaixa, por três espaços: etapa Salvador, no dia 29 de abril; etapa Fortaleza, nos dias 05 e 06 de maio; e etapa Curitiba, nos dias 12 e 13 de setembro. A curadoria das Mesas Literárias foi minha (por duas edições, assinando como Emmanuel Rosa), com destaque para Conceição Evaristo, Mary del Priore, Xico Sá e Fabrício Carpinejar, e a da FliCaixinha foi de Lilia Gramacho e Mira Silva.

Foi a primeira vez de uma produção minha e da Cali fora da Bahia; mais ainda, fora do Nordeste. Acredito que também tenha sido da Icontent (há anos, que eu insistia nessa possibilidade com os parceiros).








Patrocinadores – Caixa | Governo Federal

Funções – Coordenador Geral e de Conteúdo | Curador das Mesas Literárias | Criação do projeto | Sócio da marca

Info – Vídeo oficial (Salvador) – veja aqui | Vídeo oficial (Fortaleza) – veja aqui | Vídeo oficial (Curitiba) – veja aqui | Matéria no BATV (TV Bahia) – veja aqui

PS: As fotos oficiais acima são de Egi Santana (Salvador), Marília Camelo (Fortaleza) e Paolo Paes (Curitiba)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Seleta: Lisa Hannigan

Lisa Hannigan (foto daqui ) Conheci a cantora e compositora irlandesa Lisa Hannigan graças ao emocionante filme “ Maudie ” (2016), da diretora irlandesa Aisling Walsh (baseado na história da artista canadense Maud Lewis ). A música dos créditos finais é “ Little Bird ”, e a suavidade, timbre, afinação e interpretação tátil da bela voz de Lisa Hannigan me fisgou na hora! Contemplei três dos seus álbuns, “ At Swim ” (2016), “ Passenger ” (2011) e “ Sea Sew ” (2008), e fiz uma seleta com 20 canções que mais gostei. Confira o belo trabalho da irlandesa Lisa Hannigan ! Ouça no YouTube  aqui Ouça no Spotify aqui 1) Tender [At Swim, 2016] 2) Funeral Suit  [At Swim, 2016] 3) Home [Passenger, 2011] 4) Little Bird [Passenger, 2011] 5) Paper House [Passenger, 2011] 6) An Ocean and a Rock [Sea Sew, 2008] 7) Prayer for the Dying [At Swim, 2016] 8) Nowhere to Go [Passenger, 2011] 9) Anahorish [At Swim, 2016] 10) We, the Drowned [At Swim, 2016] 11) Splishy Splashy [Sea Sew, 2008] 12) T

Leituras 2020

Os 10 livros lidos em 2020 Li 10 livros em 2020 , com destaque para a poesia, e selecionei trechos das obras de Alex Simões , Lúcio Autran , Wesley Correia , Mariana Botelho , Nina Rizzi , Érica Azevedo , Ana Valéria Fink e Cyro de Mattos , e trechos dos romances de Franklin Carvalho e Victor Mascarenhas . Além dos livros, elaborei uma seleção de poemas de Zecalu [publicados nas redes sociais em 2019], outra seleta de trechos de crônicas de Santiago Fontoura [publicadas no Facebook], e uma seleção de poemas de Martha Galrão . Por fim, reli a autobiografia de Rita Lee e divulguei trechos também. Boa leitura! “Contrassonetos catados & via vândala” (Mondrongo, 2015) Alex Simões Leia trechos  aqui “soda cáustica soda” (Patuá, 2019) Lúcio Autran Leia trechos  aqui “laboratório de incertezas” (Malê, 2020) Wesley Correia Leia trechos  aqui “o silêncio tange o sino” (Ateliê Editorial, 2010) Mariana Botelho Leia trechos  aqui   “A ordem interior do mundo” (7Letras, 2020) Franklin Carv

Seleta: Edson Gomes

Os discos e as músicas do cantor e compositor Edson Gomes são os meus prediletos e as que eu mais gosto dentre tudo que é feito de reggae no Brasil. No meado dos anos 1990, eu só ouvia Bob Marley & The Wailers o tempo inteiro, e foi o ilustre mestre cachoeirano quem despertou o meu interesse para outros sons além do gigante jamaicano. Fiquei fã de Edson Gomes antes de conhecer Burning Spear , Peter Tosh , Alpha Blondy , Gregory Isaacs e muitos outros. Foram os clássicos dele, e são muitos, muita música boa, arranjos excelentes, o sonzaço da banda Cão de Raça (adoro a timbragem e improvisos do guitarrista Tony Oliveira ), que me apresentaram a magia do Recôncavo Baiano , de Cachoeira , muitos anos antes da Flica . Na Seleta de hoje, as 42 músicas que mais gosto, gravadas por Edson Gomes & Banda Cão de Raça , presentes em seis álbuns : “ Resgate Fatal ” (1995), “ Campo de Batalha ” (1992), “ Recôncavo ” (1990), “ Apocalipse ” (1997), “ Reggae Resistência ” (1988) e “ Acor