Pular para o conteúdo principal

Música para Escrever #62 — Golden Hymns Sing 'Hurrah', Red Sparowes, The Ascent of Everest, Gregor Samsa, johnnytwentythree, Saxon Shore, Giants, Industries of the Blind, Koya e This is a Process of a Still Life


Os hinos dourados cantam “The Tower” e outras canções. O grande cancioneiro distópico, parte I: canções para o sol poente e o sol nascente. Os hinos dourados cantam “Jobless & Worried”. “Do que eu tenho medo?”, ela pensa. “Nosso mundo estava morrendo / nosso mundo estava morto”. O medo é insuportável, mas aí está a resposta. E cada coração vermelho brilha em direção ao sol vermelho. Esses aforismos na madrugada silenciosa desta vantagem: quão solitária fica a cidade! Não é derrotado, pois em 55:12, o descanso de 27:36. Assim diz João 23: a ponte, trinta moedas de prata e não importa a morte requintada da costa saxônica. Seja um azul brilhante nas velhas histórias. Eles, os indignos gigantes do capítulo 1: se tivéssemos conhecido melhor a deriva dos futuros perdidos. A terra nunca pareceu mais longe. Luz! Confira o post #62 da série Música para Escrever, com os melhores sons de post-rock, a alumiar a mente e transcender em palavras.

Nova York | Estados Unidos
Bandcamp aqui
Facebook aqui
Foto daqui

Melhor disco para escrever

"Golden Hymns Sing 'The Tower' & Other Songs"
(2018)
Ouça aqui

Para continuar escrevendo

"The Great Dystopian Songbook I: Songs For The Setting & Rising Sun"
(2020)
Ouça aqui

"Golden Hymns Sing 'Jobless & Worried'"
(2017)
Ouça aqui

"'What Am I Afraid Of'"
(2019)
Ouça aqui

"Our world was dying/Our world was dead"
(2017)
Ouça aqui

---------

Los Angeles | Estados Unidos
Bandcamp aqui
Facebook aqui
Foto daqui

Melhor disco para escrever

"The Fear is Excruciating, But Therein Lies The Answer"
(2010)
Ouça aqui

Para continuar escrevendo

"Every Red Heart Shines Toward the Red Sun"
(2006)
Ouça aqui

"Aphorisms" (EP)
(2008)
Ouça aqui

"At The Soundless Dawn"
(2005)
Ouça aqui

---------

Nashville | Estados Unidos
Bandcamp aqui
Facebook aqui
Foto daqui

Melhor disco para escrever

"From This Vantage"
(2010)
Ouça aqui

Para continuar escrevendo

"How Lonely Sits the City!"
(2006)
Ouça aqui

"Is Not Defeated"
(2019)
Ouça aqui

---------

Virginia | Estados Unidos
Wikipédia aqui

Melhor disco para escrever

"55:12"
(2006)
Ouça aqui

Para continuar escrevendo

"Rest"
(2008)
Ouça aqui

"27:36" (EP)
(2003)
Ouça aqui

---------

Cincinnati | Estados Unidos
Bandcamp aqui
Facebook aqui
Foto daqui

Melhor disco para escrever

"JXXIII"
(2007)
Ouça aqui

Para continuar escrevendo

"The Bridge"
(2017)
Ouça aqui

"Thirty Pieces of Silver"
(2004)
Ouça aqui

---------

Los Angeles | Estados Unidos
Bandcamp aqui
Facebook aqui
Foto daqui

Melhor disco para escrever

"It Doesn't Matter"
(2009)
Ouça aqui

Para continuar escrevendo

"The Exquisite Death of Saxon Shore"
(2005)
Ouça aqui

"Be a Bright Blue"
(2003)
Ouça aqui

---------

Iowa | Estados Unidos
Bandcamp aqui
Facebook aqui
Foto daqui

Melhor disco para escrever

"Old Stories"
(2008)
Ouça aqui

Para continuar escrevendo

"They, The Undeserving"
(2007)
Ouça aqui

"Giants" (EP)
(2005)
Ouça aqui

---------

Nova York | Estados Unidos
Soundcloud aqui
Facebook aqui
Foto daqui

Melhor disco para escrever

"Chapter 1: Had We Known Better"
(2011)
Ouça aqui

---------

Arizona | Estados Unidos
Bandcamp aqui
Facebook aqui
Foto daqui

Melhor disco para escrever

"Drift"
(2021)
Ouça aqui

Para continuar escrevendo

"Lost Futures"
(2019)
Ouça aqui

---------

Missoula | Estados Unidos
Bandcamp aqui
Facebook aqui
Foto daqui

Melhor disco para escrever

"Land Has Never Seemed Further" (EP)
(2014)
Ouça aqui

Para continuar escrevendo

"Light"
(2005)
Ouça aqui

---------

Playlist Música para Escrever #62


Ouça no YouTube aqui

01) ...Without Frames Falling Inwards [Golden Hymns Sing 'Hurrah']


03) Young and Old [Gregor Samsa]

04) Alas, Alas! The Breath of Life! [The Ascent of Everest]

05) Abutting, Dismantling [Gregor Samsa]

06) Ghost Soldiers [johnnytwentythree]

07) Tokyo 412am [Saxon Shore]

08) O'Tide [Giants]

09) Waiting and waltzing in airport terminals [Industries of the Blind]

10) Black Cat [Koya]

11) Three Hours Between Planes [This is a Process of a Still Life]



14) In the Master's Throne Room [johnnytwentythree]


16) Untitled II [Gregor Samsa]

17) Goražde [Golden Hymns Sing 'Hurrah']


19) A Personal, Quiet, Devestation/False Optimism [Golden Hymns Sing 'Hurrah']


21) Holy Ghost People [johnnytwentythree]

22) I Won't Return [Golden Hymns Sing 'Hurrah']


24) Upon Eager Eyes [Giants]

25) Apparition [Koya]


Outras músicas selecionadas que não se encontram no YouTube

Sword and Shield [The Ascent of Everest]


Haunted By Waters [This is a Process of a Still Life]

---------

Confira o Música para Escrever #61, com Magyar Posse, Tation, KWOON, Seas of Years, Nyctalgia, Elara, Snöhamn, The Absolute End of The World, Cuando la Lluvia Cae e Between Sky & Sea, neste post aqui


Confira o Música para Escrever #60, com EF, Verstärker, Lowering, Star of Heaven, In Inertia, Across The Moment, Carved Into the Sun, A Good Man Goes To War, Goodbye Meteor e REDNICUIDO, neste post aqui


Confira o Música para Escrever #59, com Huminoita, albinobeach, Threestepstotheocean, [::], neànder, A Burial at Sea, Mekong Airlines, Face Off, Noswal e The Kompressor Experiment, neste post aqui

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Seleta: Lisa Hannigan

Lisa Hannigan (foto daqui ) Conheci a cantora e compositora irlandesa Lisa Hannigan graças ao emocionante filme “ Maudie ” (2016), da diretora irlandesa Aisling Walsh (baseado na história da artista canadense Maud Lewis ). A música dos créditos finais é “ Little Bird ”, e a suavidade, timbre, afinação e interpretação tátil da bela voz de Lisa Hannigan me fisgou na hora! Contemplei três dos seus álbuns, “ At Swim ” (2016), “ Passenger ” (2011) e “ Sea Sew ” (2008), e fiz uma seleta com 20 canções que mais gostei. Confira o belo trabalho da irlandesa Lisa Hannigan ! Ouça no YouTube  aqui Ouça no Spotify aqui 1) Tender [At Swim, 2016] 2) Funeral Suit  [At Swim, 2016] 3) Home [Passenger, 2011] 4) Little Bird [Passenger, 2011] 5) Paper House [Passenger, 2011] 6) An Ocean and a Rock [Sea Sew, 2008] 7) Prayer for the Dying [At Swim, 2016] 8) Nowhere to Go [Passenger, 2011] 9) Anahorish [At Swim, 2016] 10) We, the Drowned [At Swim, 2016] 11) Splishy Splashy [Sea Sew, 2008] 12) T

Leituras 2020

Os 10 livros lidos em 2020 Li 10 livros em 2020 , com destaque para a poesia, e selecionei trechos das obras de Alex Simões , Lúcio Autran , Wesley Correia , Mariana Botelho , Nina Rizzi , Érica Azevedo , Ana Valéria Fink e Cyro de Mattos , e trechos dos romances de Franklin Carvalho e Victor Mascarenhas . Além dos livros, elaborei uma seleção de poemas de Zecalu [publicados nas redes sociais em 2019], outra seleta de trechos de crônicas de Santiago Fontoura [publicadas no Facebook], e uma seleção de poemas de Martha Galrão . Por fim, reli a autobiografia de Rita Lee e divulguei trechos também. Boa leitura! “Contrassonetos catados & via vândala” (Mondrongo, 2015) Alex Simões Leia trechos  aqui “soda cáustica soda” (Patuá, 2019) Lúcio Autran Leia trechos  aqui “laboratório de incertezas” (Malê, 2020) Wesley Correia Leia trechos  aqui “o silêncio tange o sino” (Ateliê Editorial, 2010) Mariana Botelho Leia trechos  aqui   “A ordem interior do mundo” (7Letras, 2020) Franklin Carv

Seleta: Flávio José

Flávio José (foto: divulgação ) O artista de forró que mais gosto é o cantor, sanfoneiro e compositor Flávio José . Para mim, ele é a Voz do Nordeste . Um timbre único, raro, fantástico. Ouvir o canto desse Assum Preto-Rei é sentir o cheiro da caatinga, arrastar os pés no chão de barro ao pé da serra, embalar o coração juntinho com a parceira que amo, deslizar os passos como se no paraíso estivesse, saborear a mistura de amendoim com bolo de milho, purificar o sorriso como Dominguinhos ensinou, banhar-se com as rezas das senhoras sábias, prestar atenção aos causos, lendas e histórias do povo que construiu e orgulha o Brasil . Celebrar a pátria nordestina é escutar o mestre Flávio José ! Natural da sertaneja Monteiro , na Paraíba , em 2021 vai completar 70 anos (no primeiro dia de setembro), com mais de 30 discos lançados e vários sucessos emplacados na memória afetiva do povo brasileiro (fez a alegria e o estouro da carreira de muitos compositores, que tiveram a sorte de serem grav