Pular para o conteúdo principal

Perambulando #09 - Mou Brasil

Mou Brasil - Farol



Perambulando é uma seção deste blog destinada a expôr os vídeos que irei registrar nas andarilhadas por aí.

Nesta edição, destaco o show Farol, do genial guitarrista e compositor baiano Mou Brasil, que rolou ontem, 15.09.09, no Teatro SESI, Rio Vermelho, em Salvador-BA. Quero, de antemão, agradecer à Cláudia Cunha pela dica preciosa deste show, que pra mim foi uma surpresa, não estava sabendo. É claro que, como apreciador de boa música que sou, desmarquei tudo pra ir a essa reunião de gênios da música instrumental baiana. E por inacreditáveis $ 10 e $ 5!!! E ainda tem gente que reclama que aqui não acontece nada. Rebando de imbecis!

Pois o dream team de músicos que eternizou cada nota daquele palco de ontem foi formado nada menos por: na cozinha, Ldson Galter (baixo), Orlandinho (percussão) e Vitor Brasil (bateria); na harmonia, Marcelo Galter (piano) e Rowney Scott (sax); convidados, Letieres Leite (sax), Jélber Oliveira (sanfona) e Manuela Rodrigues (voz instrumento); maestro monstro gênio, Mou Brasil (guitarra e violão). Na boa, quem perdeu, se FUDEU!

Assistir a um show tão intimista e belo como esse (em mais uma exibição competente de luz e som da equipe do SESI) pelo módico preço cobrado e em uma terça-feira à noite é SURREAL! Essa escalação acima entope qualquer templo sagrado de jazz DO MUNDO. Na boa, um ingresso desse aí vale no mínimo uns 300 euros.

Pois, pra quem não foi (a platéia teve um charme a mais com a naturalidade da pequena Luz, filha de Mou), a Perambulando mostra. Logo abaixo, o inenarrável tema Teo (o que eu mais gosto), com participação de Jélber Oliveira, e Atraído (concorrente no VII Festival da Educadora FM), com participação de Manuela Rodrigues.

Mou Brasil - Teo




Mou Brasil - Atraído



Agora, vamos conferir a bela composição de Mou Brasil e Tiganá Santana, Vencerá o Amor. Se você achar lindo, não terá idéia de como é com a voz do Tiga. Preparem-se; em algum tempo, saberão. Logo depois, Imaculado, com Mou entupindo tudo na guitarra (o tema ultrapassou os 10 minutos permitidos pelo Youtube e por isso tive que cortar).

Mou Brasil - Vencerá o Amor




Mou Brasil - Imaculado



Por fim, um momento emocionante do show, em que Mou Brasil, em nome do dream team de músicos, dedica o tema De Volta ao Centro ao inesquecível Ramiro Musotto, que veio a falecer sexta passada, de câncer. Visivelmente emocionado, Letieres Leite desceu a mão em seu solo, assim como Orlandinho, uma singela e vital homenagem ao mais baiano dos argentinos. Uma pena que o tema não coube no tempo do Youtube. Parabéns a todos e ao genial maestro Mou Brasil! Só posso agradecer, e muito!

Mou Brasil - De Volta ao Centro



.

Comentários

Cebola disse…
Foi mesmo uma noite muito emotiva... com trocas mágicas de energia entre o público e a platéia. Curti muito também o tema em homenagem a Dorival! Viva a música e a iniciativas como essa que trazem-na inteira a preços acessíveis...
Gustavo disse…
Que bom que tem alguém divulgando o que realmente importa. Parabéns!
luispequeno disse…
Te linkei no meu blog, Mirdad.
Mirdad, estou morando em Juazeiro, mas já vi q pela qualidade do q vc gosta de gravar vou virar espectador assíduo!
Mirdad disse…
Obrigado, meus caros! E como Cebola diz, viva a música!
Z, disse…
Muito bom !

(fui ver a Orquestra Itiberê ! Vc não faz idéia!)

Postagens mais visitadas deste blog

O grito do mar na noite no site do jornal Rascunho

Resenha do livro O grito do mar na noite (Via Litterarum, 2015), publicada no Rascunho #192, de abril de 2016, por Clayton de Souza, disponível para leitura no site do jornal.

Leia aqui

Informações sobre o livro (trechos, release, fotos, crítica, etc.) aqui

Foto do autor: Sarah Fernandes

Cinco poemas e três passagens de Ana Martins Marques no livro Da arte das armadilhas

Ana Martins Marques (foto daqui)

Espelho
Ana Martins Marques

                                     d’après e. e. cummings

Nos cacos
do espelho
quebrado
você se
multiplica
há um de
você
em cada
canto
repetido
em cada
caco

Por que
quebrá-
-lo
seria
azar?


--------


Teatro
Ana Martins Marques

Certa noite
você me disse
que eu não tinha
coração

Nessa noite
aberta
como uma estranha flor
expus a todos
meu coração
que não tenho


--------


Penélope
Ana Martins Marques

Teu nome
espaço

meu nome
espera

teu nome
astúcias

meu nome
agulhas

teu nome
nau

meu nome
noite

teu nome
ninguém

meu nome
também


--------


Caçada
Ana Martins Marques

E o que é o amor
senão a pressa
da presa
em prender-se?

A pressa
da presa
em
perder-se


--------


A festa
Ana Martins Marques

Procuramos um lugar
à parte.
Como se estivéssemos
em uma festa
e buscássemos um lugar
afastado
onde pudéssemos
secretamente
nos beijar.
Procuramos um lugar
a salvo
das palavras.

Mas esse
lugar
não há.


--------


"Um dia vou aprender a partir
vou partir
como qu…

Cinco poemas e três passagens de Ana Martins Marques em O livro das semelhanças

Ana Martins Marques (foto: Rodrigo Valente)

Coleção
Ana Martins Marques

                                        Para Maria Esther Maciel

Colecionamos objetos
mas não o espaço
entre os objetos

fotos
mas não o tempo
entre as fotos

selos
mas não
viagens

lepidópteros
mas não
seu voo

garrafas
mas não
a memória da sede

discos
mas nunca
o pequeno intervalo de silêncio
entre duas canções


--------


Ana Martins Marques

Combinamos por fim de nos encontrar
na esquina das nossas ruas
que não se cruzam


--------


Mar
Ana Martins Marques

Ela disse
mar
disse
às vezes vêm coisas improváveis
não apenas sacolas plásticas papelão madeira
garrafas vazias camisinhas latas de cerveja
também sombrinhas sapatos ventiladores
e um sofá
ela disse
é possível olhar
por muito tempo
é aqui que venho
limpar os olhos
ela disse
aqueles que nasceram longe
do mar
aqueles que nunca viram
o mar
que ideia farão
do ilimitado?
que ideia farão
do perigo?
que ideia farão
de partir?
pensarão em tomar uma estrada longa
e não olhar para tr…