Pular para o conteúdo principal

Melhores da revista piauí em 2009

Capas das revistas piauí 30, 35, 28, 29, 34, 33, 36, 38, 31, 37 e 32 de 2009.


Os 29 melhores textos/HQs que foram publicados na revista piauí em 2009 você confere nos links abaixo, selecionados por mim, assinante (primeiro das bancas e depois na forma padrão) desde a piauí_5, num levantamento que fiz em 2013.

A melhor piauí de 2009 foi a de número 30, de março, com destaque para a importância de Miles Davis para o jazz, o conto Aquele nunca vira o mar, do escritor francês Le Clézio, Nobel de literatura em 2008, e o diário de uma jovem atriz paulista em pleno inverno de Moscou afim de estudar Stanislavski.

Completando o top five, a #35 (agosto), com as cartas da poeta americana Elizabeth Bishop descrevendo a literatura, a política e costumes do Brasil nos anos dourados; a #28 (janeiro), com a reportagem de João Moreira Salles sobre o colapso econômico da Islândia; a #29 (fevereiro), com um trecho do romance O filho da mãe, de Bernardo Carvalho; e a #34 (julho), com a reportagem de Fábio Fujita sobre o ex-goleiro Edinho, filho de Pelé. A pior piauí do ano, foi a #39, de dezembro.

PS: Os links foram retirados do post porque a revista trocou de servidor duas vezes, e não há como definir se o conteúdo continuará disponível na internet. Recomenda-se procurar o site da revista no Google, e pesquisar pelo título da matéria para verificar se está disponível para leitura ou não.


Melhores 2009 - Parte I


Em defesa do romance
Incivilizado, bárbaro, órfão de sensibilidade e pobre de palavra, ignorante e grave, alheio à paixão e ao erotismo - um mundo sem literatura teria como traço principal o conformismo, a submissão dos seres humanos ao estabelecido. Seria um mundo animal.
Mario Vargas Llosa
piauí #37


Milhas à frente
Num intervalo de vinte anos, Miles Davis revirou pelo avesso a história do jazz três vezes seguidas.
Rafael Teixeira
piauí #30


A grande ilusão
Depois da farra, o colapso - o choque, a confusão e a revolta no país mais afetado pela crise econômica mundial.
João Moreira Salles
piauí #28


Aquele que nunca vira o mar
Ele não olhava para o sol, nem para o céu. Já não via sequer a faixa de terra longínqua, nem o vulto das árvores. Não havia ninguém ali, ninguém além do 
mar, e Daniel estava livre.
Jean-Marie G. Le Clézio
piauí #30


O Brasil é mesmo um horror
Em cartas inéditas ao colega Robert Lowell, a poeta americana Elizabeth Bishop descreve a literatura, a política e costumes nos anos dourados.
Correspondência entre Elizabeth Bishop e Robert Lowell - Parte 01
Introdução de Otavio Frias Filho
piauí #35


“Foi uma revolução rápida e bonita”
"A suspensão dos direitos, a cassação de boa parte do Congresso etc., isso tinha de ser feito, por mais sinistro que pareça", escreveu Elizabeth Bishop a Robert Lowell a propósito do golpe militar de 1964. "De outro modo teria sido uma mera 'deposição', e não uma 'revolução' - muitos homens de Goulart continuariam lá no Congresso, todos os comunistas ricos fugiriam (como alguns fugiram, é claro) e os pobres e ignorantes seriam entregues à sua sorte"
Correspondência entre Elizabeth Bishop e Robert Lowell - Parte 02
Introdução de Otavio Frias Filho
piauí #36


O filho de Rosemeri
Depois da acusação de tráfico de drogas e de duas prisões, o ex-goleiro e atual assistente técnico do Santos se escora na família para devolver a normalidade à sua rotina.
Fábio Fujita
piauí #34


O filho da mãe
Não adianta querer entender por que o simples fato de ser quem ele é, um mero recruta, o obriga a fazer o que não quer. É seu lugar e sua hora
Bernardo Carvalho
piauí #29


Você conhece esse cara?
Sua família fugiu do Império Otomano e Carlos Slim preferiu criar um império próprio. Dono de 5% do PIB do México, além de vários outros nacos da economia mundial, ele continua a usar ternos da Sears.
Lawrence Wright
piauí #35


Saindo das trevas
O dia a dia de uma depressão crônica e o eterno temor de uma recaída
Daphne Merkin
piauí #33


Minha pátria está morta
Vivo em minha mátria, a palavra.
Rose Ausländer
piauí #37


Carta de Gaza
A. J. Liebling foi um dos grandes nomes do jornalismo americano do século XX. 
Ele esteve na Faixa de Gaza em 1957, pouco depois de Israel ter encerrado quatro meses de ocupação do território. Escrito há pouco mais de 50 anos, seu relato continua atual.
A. J. Liebling
piauí #29


Melhores 2009 - Parte II


De veterinário a agente
O chato de ser agente penitenciário é ter que ficar escutando os presos se vangloriando dos crimes que cometeram
Leonardo Ferreira de Lira
piauí #31


O império global da mandioca
O segredo do biscoito de polvilho que veio de São Paulo e conquistou o Rio de Janeiro com uma receita mais do que simples.
Clara Becker
piauí #32


A busca, noite adentro
O que eu quero é o breu da noite como condição, como algo no qual eu possa afundar e me dissolver.
Per Petterson
piauí #32


Esse russo filho-da-puta está destruindo meu ego
Uma jovem atriz paulista passa um mês em Moscou em pleno inverno para estudar Stanislavski
Martha Nowill
piauí #30


O tio pelo sobrinho
Exército prendeu e torturou o homônimo.
Luiz Maklouf Carvalho
piauí #30


Hany no Alá-lá-ô
Um diretor palestino que veio ao Brasil filmar um livro de Paulo Coelho observa as diferenças entre o Ocidente capitalista, o Oriente Médio fundamentalista e o Rio da sensualidade ensolarada.
Fernanda Torres
piauí #34


9 de novembro de 1989 e eu
Lembranças do dia em que a avenida Karl Marx ficou engarrafada pela primeira vez e as prateleiras se encheram de chocolates.
Tim Apmann
piauí #38


Melhores 2009 - Parte III


Mulher Filé dá capilé a repórter nerd
Com bom humor, sensacionalismo, invenções e vulgaridade, o Meia Hora resiste às Organizações Globo no Rio.
Roberto Kaz
piauí #28


Como não ser ator
No curso de Fátima Toledo, a preparadora de elenco de nove entre dez filmes nacionais, é proibido representar.
Emilio Fraia
piauí #28


Fina sintonia
Intérpretes são testemunhas privilegiadas da história. E costumam guardar segredos com rigor maior do que padres, médicos ou mordomos.
Dorrit Harazim
piauí #36


O arcaico e o moderno
A amizade epistolar entre Mário de Andrade e Pio Lourenço Corrêa.
Gilda de Mello e Souza
piauí #31


Petróleo encalacrado no pré-sal
Achar petróleo a 5 mil metros de profundidade exigiu centenas de milhões de dólares e uma operação de guerra. Será preciso muito mais para tirá-lo de lá.
Consuelo Dieguez
piauí #28


Maquiavel e a mulher mais feia do mundo
O autor conta em detalhes como traçou o ser mais desprovido de encanto dos últimos tempos.
Caio Túlio Costa
piauí #33


Melhores 2009 - HQs


Eduardo tem que salvar a humanidade
Quadrinhos
Allan Sieber
piauí #30


Nicotina
Quadrinhos
Caco Galhardo
piauí #38


Minha jaula, minha vida
Quadrinhos
André Dahmer
piauí #31


Cachalote
Quadrinhos
Daniel Galera e Rafael Coutinho
piauí #33

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O grito do mar na noite no site do jornal Rascunho

Resenha do livro O grito do mar na noite (Via Litterarum, 2015), publicada no Rascunho #192, de abril de 2016, por Clayton de Souza, disponível para leitura no site do jornal.

Leia aqui

Informações sobre o livro (trechos, release, fotos, crítica, etc.) aqui

Foto do autor: Sarah Fernandes

Cinco poemas e três passagens de Ana Martins Marques no livro Da arte das armadilhas

Ana Martins Marques (foto daqui)

Espelho
Ana Martins Marques

                                     d’après e. e. cummings

Nos cacos
do espelho
quebrado
você se
multiplica
há um de
você
em cada
canto
repetido
em cada
caco

Por que
quebrá-
-lo
seria
azar?


--------


Teatro
Ana Martins Marques

Certa noite
você me disse
que eu não tinha
coração

Nessa noite
aberta
como uma estranha flor
expus a todos
meu coração
que não tenho


--------


Penélope
Ana Martins Marques

Teu nome
espaço

meu nome
espera

teu nome
astúcias

meu nome
agulhas

teu nome
nau

meu nome
noite

teu nome
ninguém

meu nome
também


--------


Caçada
Ana Martins Marques

E o que é o amor
senão a pressa
da presa
em prender-se?

A pressa
da presa
em
perder-se


--------


A festa
Ana Martins Marques

Procuramos um lugar
à parte.
Como se estivéssemos
em uma festa
e buscássemos um lugar
afastado
onde pudéssemos
secretamente
nos beijar.
Procuramos um lugar
a salvo
das palavras.

Mas esse
lugar
não há.


--------


"Um dia vou aprender a partir
vou partir
como qu…

Cinco poemas e três passagens de Ana Martins Marques em O livro das semelhanças

Ana Martins Marques (foto: Rodrigo Valente)

Coleção
Ana Martins Marques

                                        Para Maria Esther Maciel

Colecionamos objetos
mas não o espaço
entre os objetos

fotos
mas não o tempo
entre as fotos

selos
mas não
viagens

lepidópteros
mas não
seu voo

garrafas
mas não
a memória da sede

discos
mas nunca
o pequeno intervalo de silêncio
entre duas canções


--------


Ana Martins Marques

Combinamos por fim de nos encontrar
na esquina das nossas ruas
que não se cruzam


--------


Mar
Ana Martins Marques

Ela disse
mar
disse
às vezes vêm coisas improváveis
não apenas sacolas plásticas papelão madeira
garrafas vazias camisinhas latas de cerveja
também sombrinhas sapatos ventiladores
e um sofá
ela disse
é possível olhar
por muito tempo
é aqui que venho
limpar os olhos
ela disse
aqueles que nasceram longe
do mar
aqueles que nunca viram
o mar
que ideia farão
do ilimitado?
que ideia farão
do perigo?
que ideia farão
de partir?
pensarão em tomar uma estrada longa
e não olhar para tr…