Pular para o conteúdo principal

Revisando 2013

Emmanuel Mirdad, empresário da Mirdad Cultura, em foto de Léo Monteiro


2013 foi o ano dos negócios. Logo no seu começo, arrumei a minha saída da empresa Putzgrillo Cultura, em que atuei no mercado baiano de 2008 a 2012 ao lado do produtor e empresário Marcus Ferreira. Foi uma separação planejada, tudo tranquilo e justo, na maior cordialidade, divulgado na imprensa pelo iBahia (veja aqui). Em janeiro mesmo dei início ao processo de colocar na rua a Mirdad Cultura (chamada de Mirdad - Gestão em Cultura até dezembro), e em fevereiro acordei com a produtora Edmilia Barros, a melhor profissional que tinha trabalhado até então, revelação da Flica 2012, para ser a minha sócia nessa nova empreitada na área cultural.


Depois de ter feito vários projetos na área musical, percebi que o único projeto que rendeu um retorno interessante, com sustentabilidade e potencial de crescimento foi a Flica. Então, resolvi investir no segmento de festas literárias, aproveitando o know-how e mercado para isto, e partimos pra viabilizar a Flisca, Festa Literária Internacional de Santa Catarina, e a Flican, Festa Literária Internacional de Canela, em parceria com o sócio da Flica Aurélio Schommer, e a produtora local Walper Ruas, de Ligia Walper e Tabajara Ruas. Passamos o ano em rodadas de negociação com parceiros e patrocinadores, e 2014 surge para consolidar a proposta, captar e realizar a partir de novembro. A Mirdad Cultura quer se firmar como uma respeitada produtora de grandes eventos literários em atuação nacional. Aláfia!


Matéria "A Farra dos Livros" da Veja em que fui citado - leia aqui


Já a Flica 2013 foi um petardo. Consolidamos com esmero o evento já em sua 3ª edição, estreando a sua programação infantil, a Fliquinha, que teve uma enorme repercussão, bem como a programação principal, os shows musicais e as atividades culturais diversas na cidade. Para conduzir o evento, os donos da marca abriram uma nova empresa chamada CALI - Cachoeira Literária, sediada na cidade heroica. A Putzgrillo Cultura não representa mais a realização da Flica, sendo exclusiva da CALI, em parceria contratual com a Icontent/Rede Bahia. Para 2014, a previsão é de mais novidades, e a curadoria continua comigo e Aurélio Schommer.


No lado autoral, o blog ferveu em diversos posts, numa retomada digna. Seções como Pílulas e Vamos Ouvir apresentaram 20 livros e 38 álbuns, e outras como Melhores da Revista Piauí 2007-2012 Dedicatórias agitaram os posts. Passei a escrever crônicas e a postar poemas (como o belo "Ser Teu Riso") novamente. 


Na carreira literária, vi projetos como a coletânea "Os Cinco Poetas - Livro #01" e a banda literária "Os Brás Cubazz" perderem suas propostas no edital do Governo e irem pro saco. Comecei a escrever finalmente meu romance Muralha - O goleiro que nunca tomou gol, finalizando a parte 1, mas a proposta tomou negativa geral de algumas editoras. Todas essas broncas foram resolvidas assim: publicarei por conta própria meus livros pela Mirdad Cultura em 2014. Primeiro, o de poemas Nostalgia da Lama, depois o de contos Paranoia Umbigo (ex-Pinaúna), e por último Muralha.


Na carreira musical, virei 2012 pra 13 afirmando que tinha retomado "a música através de ensaios com a banda Pedradura" e organizado o projeto Banzo (canções folk dor de cotovelo em português). Pois a volta (de quem nunca estreou de fato) da Pedradura foi cancelada ainda em janeiro, o Banzo não passou de um arquivo morto de canções, e a música está de volta de fato, enquanto produtor, viabilizando o reloaded da Orange Poem através do EP Ground, que será lançado em janeiro, com três músicas com Glauber Guimarães no vocal.


Rodrigo Minêu, Glauber Guimarães, Mirdad, Zanom e Tadeu Mascarenhas 
na volta da Orange Poem em dezembro de 2013. Foto: Nancy Viegas


Na carreira cinematográfica, da virada de 12 pra 13, disse que tinha dado o pontapé inicial "escrevendo com Igor Souto um roteiro para curta adaptado de um conto do mestre Hélio Pólvora". O roteiro foi concluído, mas a parceria com Igor naufragou rapidinho, devido às diferenças inconciliáveis no estilo de trabalho de cada um. A parceria migrou pra Victor Marinho (chamado então de Victor Jimmy) no dificílimo e árduo processo de feitura do roteiro do longa SMETAK, que também não foi concretizada e acabou, com 32 cenas produzidas em conjunto e mais 15 cenas que escrevi sozinho. Começarei minha carreira no cinema por SMETAK, e estou em fase de negociação com o novo roteirista, revendo a abordagem, se recomeçaremos do zero ou não.


Com uma pegada totalmente business, 2013 foi um caco na vida pessoal. O delicioso namoro com Ana Gilli, o que valeu e segurou as pontas do difícil e turbulento 2012, terminou em março, transformando-se em uma amizade preciosa, duradoura. Passei o restante todo solteiro, focado no trabalho. Obrigado por suas excelentes oportunidades, 2013! E que 2014 seja o ano do encaixe: solucionar o quebra-cabeça, encaixar as peças, botar na rua e colher os frutos! Aláfia!!!!


Principal Feito de 2013


Realização da 3ª edição da Flica (Festa Literária Internacional de Cachoeira), 
a festa literária da Bahia. Veja o vídeo-resumo aqui.

-----

Livro do Ano 2013
(dos que li - critério de gosto)


(Bertrand Brasil/2012)
Ruy Espinheira Filho


Livros Prediletos














Mayombe (Leya/2013), de Pepetela

Como Ficar Sozinho (Companhia das Letras/2012), de Jonathan Franzen

O Jogo da Amarelinha (Civilização Brasileira/18ª Edição-2012), de Julio Cortazar

O Drible (Companhia das Letras/2013), de Sérgio Rodrigues

Um Operário em Férias (Record/2013), de Cristovão Tezza

A Queda (Record/2012), de Diogo Mainardi

Poemas (CEPE/2011), de Daniel Lima

Netto Perde sua Alma (Record/7ª Edição-2010), de Tabajara Ruas


Demais livros que li












-----

Show do Ano 2013
(dos que eu vi - critério de gosto)


Zépultura: Zé Ramalho + Sepultura
22/09 - Rock in Rio - Rio de Janeiro/RJ
Foto: Luciano Oliveira, do G1
Não fui ao vivo, assisti completo na transmissão do Multishow
Uma palhinha aqui

-----

Show do Ano em Salvador 2013
(dos que eu fui - critério de gosto)


Trio Elétrico do BaianaSystem 
09/02 - Carnaval - Circuito Barra-Ondina
Foto: Edson Ruiz
Uma palhinha aqui

-----

Disco do Ano 2013
(dos que ouvi - critério de gosto)


13, a volta triunfante do Black Sabbath

Ouça aqui


Outros discos que curti muito em 2013
independente do ano de lançamento
(clique nos links abaixo para ouvir)

















Sigur Rós - ( )  |  Cambriana - House of Tolerance

Guilherme Arantes - Condição Humana  |  Tiganá - The Invention of Colour

Mou Brasil - Farol  |  Aron Wright - In the Woods

Tratak - Agora eu sou o silêncio  |  Vitor Araújo - A/B

Placebo - Meds  |  The Cure - Disintegration

Dois em Um - Agora  |  Sharks - First Water + Jab It In Your Eye

-----

Música do Ano 2013
(das que ouvi - independente do ano de lançamento)

Critério Repeat Eterno


Guilherme Arantes – Onde Estava Você

-

Critério Transcendental


Sigur Rós – Ara Batur

-

Critério Xibiatagem


BaianaSystem  Terapia

-

Critério Representa Bem 2013


Maglore  Vamos pra Rua

-----

Filme do Ano 2013
(dos que assisti - critério de gosto)


Amor (Amour - 2012)
Michael Haneke

Filmes prediletos














Django Livre (Django Unchained - 2012), de Quentin Tarantino

Gravidade (Gravity - 2013), de Alfonso Cuarón

O Mestre (The Master - 2012), de Paul Thomas Anderson

Honeydripper - Do Blues ao Rock (Honeydripper - 2007), de John Sayles

Intriga Internacional (North by Northwest - 1959), de Alfred Hitchcock

Capitão Phillips (Captain Phillips - 2013), de Paul Greengrass

O Grande Gatsby (The Great Gatsby - 2013), de Baz Luhrmann

Thunder Soul (Thunder Soul - 2010), de Mark Landsman

Corações Sujos (Corações Sujos - 2011), de Vicente Amorim

Círculo de Fogo (Pacific Rim - 2013), de Guillermo del Toro


Curti também














Kovasikajuttu - The Punk Syndrome (2012), de Jukka Kärkkäinen e J-P Passi

Lincoln (2012), de Steven Spielberg

Blue Jasmine (2013), de Woody Allen

Flores do Oriente (Jin líng shí san chai - 2011), de Zhang Yimou

Os Miseráveis (Les Misérables - 2012), de Tom Hooper

Amor Pleno (To the Wonder - 2012), de Terrence Malick

Wolverine: Imortal (The Wolverine - 2013), de James Mangold

Faroeste Caboclo (2013), de René Sampaio

-----

Produções Putzgrillo Cultura 2013

Maio


Lançamento do livro "Os Encantos do Sol" (Escrituras/2013) 
do escritor baiano Mayrant Gallo (08/05)
Patrocinado pela Petrobras e Minc/Governo Federal

-----

Produções CALI 2013

Outubro


Flica (Festa Literária Internacional de Cachoeira)
3ª Edição (23 a 27/10)

-----

Viagem do Ano 2013


Florianópolis - SC e Canela/Porto Alegre - RS (Abril)

Outros destaques: Barra Grande/BA (janeiro), Morro de São Paulo/BA (setembro), 
Vitória/ES (junho) e Florianópolis/SC e Canela-Porto Alegre/RS (junho).

-----

Shows de Destaque 2013
(dos que vi - critério de gosto)

Janeiro


Lançamento do álbum Aleluia - Cascadura (Pelô - 13/01)

-

Fevereiro


Trio do BaianaSystem (Carnaval da Barra - 09/02)

Trio do Bemba Trio (Carnaval da Barra - 10/02)

Jam Session Smetak 100 Anos (Pelô -24/02)

Lançamento do CD Agora - Dois em Um (Sala do Coro do TCA - 27/02)

-

Março


Intercenas Musicais com Cascadura e Maglore (Commons - 01/03)

Larissa Luz (Pelô - 08/03)

Cover de Radiohead e Coldplay (Groove Bar - 28/03)

-

Abril


Lançamento do CD Farol - Mou Brasil (Galeria do Livro - 04/04)

Cascadura Private Hell's Club (Commons - 05/04)

Radiola (Varanda do Sesi - 11/04)

Lançamento do CD Amaralina, de Kalu (Pelô - 12/04)

Lucas Santtana (Commons - 30/04)

-

Maio


Lançamento do CD Efecto Vertigo - CH Straatmann (Commons - 15/05)

Cascadura & Sertanília (Portela Café - 03/05)

Eddie (Commons - 11/05)

Cláudia Cunha - Show Solar (Teatro Sesc Pelô - 17/05)

BaianaSystem & Nando Reis (Bahia Café Hall - 18/05)

Festival HotSpot com BaianaSystem, Dão, Velotroz e Tais Nader (Passeio Público - 25/05)

-

Junho


Solar de Virote com Bailinho de Quinta + Final da Copa das Confederações (Solar Boa Vista - 30/06)

Scambo & Sertanília (Portela Café - 07/06)

Solar de Virote com Cascadura (Solar Boa Vista - 29/06)

-

Agosto


The Cure no Lollapalooza 2013 (Youtube - 04/08)

Samba do Crioulo Doido (Portela Café - 17/08)

Cover A-ha e The Police (Groove Bar - 30/08)

-

Setembro


Zépultura no Rock in Rio (Multishow – 22/09)

Cena de Cinema (Portela Café - 07/09)

Lançamento do CD The Invention of Colour - Tiganá Santana (Cine-Teatro Sesc Casa do Comércio - 13/09)

Lazzo (Commons - 13/09)

Festival da Primavera com BaianaSystem, Cortejo Afro e Márcio Mello (Largo da Dinha - Rio Vermelho - 21/09)

Slayer no Rock in Rio (Multishow - 22/09)

-

Outubro


20 anos do Wombs in Rage - Úteros em Fúria (Portela Café - 05/10)

OSBA na Flica 2013 (Cachoeira/BA - 23/10)

 Armandinho na Flica 2013 (Cachoeira/BA - 26/10)

-

Novembro


OSBA - Concerto em Homenagem aos 100 anos de Walter Smetak (TCA - 07/11)

Reativar Retrofoguetes (Commons - 02/11)

Salve Big Ben com Lo Han, Cavern Beatles e convidados (Portela Café - 28/11)

-

Dezembro


Nossos Baianos (Portela Café - 20/12)

Cena de Cinema (Portela Café - 06/12)

Borracharia (27/12)

Comentários

Ana Gilli disse…

Que em 2014 o solucionar do quebra cabeça e o encaixe das peças sejam doces.

Que venham abençoados pela fluidez que a magia da vida trás, em santa paz e alegria, aos que estão no lugar certo e no momento certo, dispostos com fé e gratidão.

A colheita é garantida, o sabor dos frutos é que varia de acordo com a qualidade do trabalho. Te desejo sabedoria, delicadeza e amabilidade para que se delicie com o mais puro néctar gerado pelo melhor que há em ti.

Feliz 2014, meu querido!

Amor,
Ana

Mirdad disse…
Amém, querida, com muito amor!

Postagens mais visitadas deste blog

O grito do mar na noite no site do jornal Rascunho

Resenha do livro O grito do mar na noite (Via Litterarum, 2015), publicada no Rascunho #192, de abril de 2016, por Clayton de Souza, disponível para leitura no site do jornal.

Leia aqui

Informações sobre o livro (trechos, release, fotos, crítica, etc.) aqui

Foto do autor: Sarah Fernandes

Cinco poemas e três passagens de Ana Martins Marques no livro Da arte das armadilhas

Ana Martins Marques (foto daqui)

Espelho
Ana Martins Marques

                                     d’après e. e. cummings

Nos cacos
do espelho
quebrado
você se
multiplica
há um de
você
em cada
canto
repetido
em cada
caco

Por que
quebrá-
-lo
seria
azar?


--------


Teatro
Ana Martins Marques

Certa noite
você me disse
que eu não tinha
coração

Nessa noite
aberta
como uma estranha flor
expus a todos
meu coração
que não tenho


--------


Penélope
Ana Martins Marques

Teu nome
espaço

meu nome
espera

teu nome
astúcias

meu nome
agulhas

teu nome
nau

meu nome
noite

teu nome
ninguém

meu nome
também


--------


Caçada
Ana Martins Marques

E o que é o amor
senão a pressa
da presa
em prender-se?

A pressa
da presa
em
perder-se


--------


A festa
Ana Martins Marques

Procuramos um lugar
à parte.
Como se estivéssemos
em uma festa
e buscássemos um lugar
afastado
onde pudéssemos
secretamente
nos beijar.
Procuramos um lugar
a salvo
das palavras.

Mas esse
lugar
não há.


--------


"Um dia vou aprender a partir
vou partir
como qu…

Cinco poemas e três passagens de Ana Martins Marques em O livro das semelhanças

Ana Martins Marques (foto: Rodrigo Valente)

Coleção
Ana Martins Marques

                                        Para Maria Esther Maciel

Colecionamos objetos
mas não o espaço
entre os objetos

fotos
mas não o tempo
entre as fotos

selos
mas não
viagens

lepidópteros
mas não
seu voo

garrafas
mas não
a memória da sede

discos
mas nunca
o pequeno intervalo de silêncio
entre duas canções


--------


Ana Martins Marques

Combinamos por fim de nos encontrar
na esquina das nossas ruas
que não se cruzam


--------


Mar
Ana Martins Marques

Ela disse
mar
disse
às vezes vêm coisas improváveis
não apenas sacolas plásticas papelão madeira
garrafas vazias camisinhas latas de cerveja
também sombrinhas sapatos ventiladores
e um sofá
ela disse
é possível olhar
por muito tempo
é aqui que venho
limpar os olhos
ela disse
aqueles que nasceram longe
do mar
aqueles que nunca viram
o mar
que ideia farão
do ilimitado?
que ideia farão
do perigo?
que ideia farão
de partir?
pensarão em tomar uma estrada longa
e não olhar para tr…