quarta-feira, 6 de agosto de 2014

Composições de Mirdad: Armadilha – Pedradura


Versão suingada, em português e com novas partes para a laranja "The Green Bee", a canção "Armadilha" destaca o groove do baixista Artur Paranhos (o arranjo de metais foi inspirado em seus arranjos), os solos do saxofonista Eric Almeida e traz no poema do compositor Emmanuel Mirdad um duelo entre o crente, que diz "Não me interessa se a dúvida está a me perseguir desde que aprendi o sentido de minha curta existência", e o ateu, que retruca "Mas que audácia afirmar o caminho se é você que mesmo cria o que for pra te manter vivo". Para ouvir, basta clicar no botão laranja de "play" abaixo.




Não consegue visualizar o player? Ouça aqui


Armadilha
(Emmanuel Mirdad)
BR-N1I-08-00007

Não me interessa se a dúvida está a me perseguir
Desde que aprendi o sentido de minha curta existência
Não me interessa explicar o que eu fiz para centrar
A minha vida em uma certeza que alimenta o egoísmo

Mas que audácia
Afirmar o caminho
Se é você que mesmo cria
O que for pra te manter vivo

As tuas respostas todas são
Um bando de caraminholas
As fantasias abstratas
Que são metáforas armadas
Os artifícios engenhosos
Pra te manter formatado
Em um padrão ignorante

Eles querem a grana
Precisam do dinheiro
Obediência servil em prol da danação

Armadilha te espera na próxima esquina


Faixa 02 - Pedradura - Universo Telecoteco (2008) | Composta e produzida por Emmanuel Mirdad | Mirdad - voz e violão | Eric Gomes - guitarra | Artur Paranhos - baixo | Edu Marquéz - bateria | Marcelo Medina - trompete | Gilmar Chaves - trombone | Eric Almeida - saxofone | Arranjo sopro: Emmanuel Mirdad (baseado em arranjos de contrabaixo de Artur Paranhos) | Improvisação sopro: Eric Almeida | Gravado e mixado por Tito Menezes, e masterizado por André Magalhães no Submarino Studios em Salvador/BA em 2007 e 2008 | Arte encarte: Emmanuel Mirdad sobre traço de Minêu


Cifra original digitalizada da canção "Armadilha"


Composta por Emmanuel Mirdad em 18/04/2007.
Versão para a canção "The Green Bee", de E. Mirdad, composta em 2001.

Nenhum comentário: