Pular para o conteúdo principal

Flica 2013 - Patrocinadores e Apoiadores


A Flica 2013 tem o patrocínio da Oi e Coelba através do Fazcultura, Secretaria da Fazenda, Secretaria de Cultura, Governo da Bahia, Petrobras e Governo Federal.

A Flica 2013 tem o apoio da Fieb/Sesi, Prefeitura Municipal de Cachoeira, Estaleiro Enseadas Paraguaçu (EEP), Secretaria da Educação, Bahiatursa, Secretaria do Turismo, Governo da Bahia e Oi Futuro.

O Governo da Bahia, assim como em 2011, através de suas secretarias de Cultura/Fazenda, Educação e Turismo, patrocina o evento desde a sua criação. E o tripé cultura-educação-turismo, tão característico a esse tipo de evento, voltou a estar afinado na Flica como na sua 1ª edição.

A Oi, e seu instituto cultural Oi Futuro, importante patrocinadora de quase todos os projetos realizados pelos sócios da Flica, e que foi o capital semente, o primeiro patrocinador do evento enquanto ele era apenas um projeto, retorna seu incentivo assim como na 1ª edição. Ao lado da Coelba, patrocinadora master da Flica 2012, e que este ano proporciona a estreia da Fliquinha, a programação infantil da Flica. E a Petrobras e o Governo Federal mais uma vez investe no evento, uma parceria desde 2011 que começou como Casa da Rede, e que foi muito bem acolhida na Flica como um todo.

A Fieb/Sesi firmou uma sólida parceria com a Flica desde 2012, e mais uma vez apresenta a sua Varanda do Sesi durante o evento, e nos apoia muito para além de verba - parceiro atuante em conteúdo e ações. 

A Prefeitura Municipal de Cachoeira, através de sua nova gestão, ampliou seu apoio ao evento e a Flica está consolidada no calendário cultural oficial da cidade.

A Bahiatursa e a Secretaria do Turismo da Bahia sempre acreditaram no evento, e foram importantes desde quando era apenas um projeto. Pois assim como em 2011, patrocina com exclusividade a Programação Musical da Flica, grande diferencial. E a Secretaria da Educação amplia sua participação, que começou em 2011 e agora está de volta à Flica, com grandes possibilidades para desenvolver ações educacionais durante o ano de 2014.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O grito do mar na noite no site do jornal Rascunho

Resenha do livro O grito do mar na noite (Via Litterarum, 2015), publicada no Rascunho #192, de abril de 2016, por Clayton de Souza, disponível para leitura no site do jornal.

Leia aqui

A mesma resenha na versão impressa do jornal aqui

Foto do autor: Sarah Fernandes

Cinco poemas e três passagens de Ana Martins Marques no livro Da arte das armadilhas

Ana Martins Marques (foto daqui)

Espelho
Ana Martins Marques

                                     d’après e. e. cummings

Nos cacos
do espelho
quebrado
você se
multiplica
há um de
você
em cada
canto
repetido
em cada
caco

Por que
quebrá-
-lo
seria
azar?


--------


Teatro
Ana Martins Marques

Certa noite
você me disse
que eu não tinha
coração

Nessa noite
aberta
como uma estranha flor
expus a todos
meu coração
que não tenho


--------


Penélope
Ana Martins Marques

Teu nome
espaço

meu nome
espera

teu nome
astúcias

meu nome
agulhas

teu nome
nau

meu nome
noite

teu nome
ninguém

meu nome
também


--------


Caçada
Ana Martins Marques

E o que é o amor
senão a pressa
da presa
em prender-se?

A pressa
da presa
em
perder-se


--------


A festa
Ana Martins Marques

Procuramos um lugar
à parte.
Como se estivéssemos
em uma festa
e buscássemos um lugar
afastado
onde pudéssemos
secretamente
nos beijar.
Procuramos um lugar
a salvo
das palavras.

Mas esse
lugar
não há.


--------


"Um dia vou aprender a partir
vou partir
como qu…

Cinco poemas e três passagens de Ana Martins Marques em O livro das semelhanças

Ana Martins Marques (foto: Rodrigo Valente)

Coleção
Ana Martins Marques

                                        Para Maria Esther Maciel

Colecionamos objetos
mas não o espaço
entre os objetos

fotos
mas não o tempo
entre as fotos

selos
mas não
viagens

lepidópteros
mas não
seu voo

garrafas
mas não
a memória da sede

discos
mas nunca
o pequeno intervalo de silêncio
entre duas canções


--------


Ana Martins Marques

Combinamos por fim de nos encontrar
na esquina das nossas ruas
que não se cruzam


--------


Mar
Ana Martins Marques

Ela disse
mar
disse
às vezes vêm coisas improváveis
não apenas sacolas plásticas papelão madeira
garrafas vazias camisinhas latas de cerveja
também sombrinhas sapatos ventiladores
e um sofá
ela disse
é possível olhar
por muito tempo
é aqui que venho
limpar os olhos
ela disse
aqueles que nasceram longe
do mar
aqueles que nunca viram
o mar
que ideia farão
do ilimitado?
que ideia farão
do perigo?
que ideia farão
de partir?
pensarão em tomar uma estrada longa
e não olhar para tr…