Pular para o conteúdo principal

Produções de Emmanuel Mirdad: Ano 2010


Coordenando a produtora Putzgrillo Cultura em 2010, o produtor cultural baiano Emmanuel Mirdad realizou a 2ª edição do Prêmio Bahia de Todos os Rocks, evento que dois anos antes profissionalizou sua carreira nas leis de incentivo e patrocínio público-privado. Além disso, produziu o lançamento do CD Maçalê, do cantor e compositor Tiganá Santana, e a gravação do CD Farol, de Mou Brasil. dirigiu mais uma vez a cerimônia do festival da Educadora FM e atuou na produção do Festival de Reggae no Pelô. Abaixo, a descrição do próprio produtor.


Show de lançamento do CD Maçalê, de Tiganá Santana

Com direção musical de Luiz Brasil (produtor musical do CD) e participação de Virgínia Rodrigues, Roberto Mendes e Mou Brasil, acompanhado pelos músicos Antenor Cardoso, Ldson Galter e Sebastian Notini, o cantor e compositor Tiganá Santana lançou seu álbum de estreia no Cine-Teatro SESC Casa do Comércio, em Salvador-BA. Co-produção da EMA Produções.


Patrocinador - Governo da Bahia | Fundo de Cultura - Secretarias de Cultura e da Fazenda

Funções - Coordenador Geral | Criação, captação, administração financeira e prestação de contas do projeto

-----


Festival de Reggae do Pelô

A 1ª edição do Festival de Reggae do Pelô foi um dos projetos vencedores do edital "Tô no Pelô" de 2010, com atrações locais e internacionais. Executado em parceria com a Associação Cultural Nova Flor, foi o único festival realizado pela Putzgrillo Cultura com o conceito de "festival itinerante", realizado ao longo de meses.

Patrocinadores - IPAC | Governo da Bahia | Fundo de Cultura - Secretarias de Cultura e da Fazenda

Funções - Criação e captação do projeto | Assistente de Produção

-----


Cerimônia do VIII Festival de Música da Educadora FM

Noite de entrega de prêmios do 8º Festival de Música da Educadora FM no Teatro do IRDEB, em homenagem ao sambista Ederaldo Gentil, com transmissão ao vivo pela rádio e pela TVE, apresentada pela cantora Clécia Queiroz. A banda base foi o duo Dois em Um (acrescido de mais 3 músicos), comandado pelo diretor musical Luisão Pereira, com a presença dos convidados Edil Pacheco, Nelson Rufino, Walmir Lima e Ronei Jorge.

Patrocinadores - IRDEB | Secretaria de Cultura | Governo da Bahia

Funções - Direção, Roteiro e Concepção Artística da Cerimônia

-----


Prêmio Bahia de Todos os Rocks - 2ª Edição

O Bahia de Todos os Rocks é uma premiação que contempla os melhores resultados profissionais alcançados por artistas, bandas, designers e mídia do universo do rock, exclusivamente do Estado da Bahia, que mais se destacaram nos quesitos técnicos, artísticos e de alcance de público, selecionados por um júri e votação popular. A 2ª edição aconteceu no Groove Bar (Seleção Show do Ano e Festa de Encerramento) e no Cine-Teatro SESC Casa do Comércio (Cerimônia).



Patrocinadores - Oi | Fazcultura - Secretarias de Cultura e da Fazenda | Governo da Bahia

Funções - Coordenador Geral | Diretor e Roteirista da Cerimônia | Criação, captação, administração financeira e prestação de contas do projeto | Sócio da marca | Idealizador

Info - Cobertura no programa Mosaico TV Bahia - veja aqui | Matéria no programa Rolé MTV - veja aqui | Resumo Oficial - veja aqui

-----


Gravação do CD Farol, de Mou Brasil

Com nove faixas autorais, é o segundo álbum do guitarrista e compositor baiano Mou Brasil, com os convidados especiais Steve Coleman e Tiganá Santana. Gravado no estúdio Coaxo do Sapo por Jorge Solovera, mixado por Duda Mello (Rockit!-RJ), masterizado por Peter Doell (Umusic-LA-EUA), com a participação de músicos como Marcelo Martins, Ldson e Marcelo Galter, Orlando Costa e Victor Brasil, entre outros, lançado pelo selo Garimpo Música em 2013.

Patrocinador - Governo da Bahia | Fundo de Cultura - Secretarias de Cultura e da Fazenda | Vencedor do edital de gravação da Funceb

Funções - Produção executiva | Criação, captação, administração financeira e prestação de contas do projeto

Info - Site Garimpo Música - veja aqui

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O grito do mar na noite no site do jornal Rascunho

Resenha do livro O grito do mar na noite (Via Litterarum, 2015), publicada no Rascunho #192, de abril de 2016, por Clayton de Souza, disponível para leitura no site do jornal.

Leia aqui

A mesma resenha na versão impressa do jornal aqui

Foto do autor: Sarah Fernandes

Cinco poemas e três passagens de Ana Martins Marques no livro Da arte das armadilhas

Ana Martins Marques (foto daqui)

Espelho
Ana Martins Marques

                                     d’après e. e. cummings

Nos cacos
do espelho
quebrado
você se
multiplica
há um de
você
em cada
canto
repetido
em cada
caco

Por que
quebrá-
-lo
seria
azar?


--------


Teatro
Ana Martins Marques

Certa noite
você me disse
que eu não tinha
coração

Nessa noite
aberta
como uma estranha flor
expus a todos
meu coração
que não tenho


--------


Penélope
Ana Martins Marques

Teu nome
espaço

meu nome
espera

teu nome
astúcias

meu nome
agulhas

teu nome
nau

meu nome
noite

teu nome
ninguém

meu nome
também


--------


Caçada
Ana Martins Marques

E o que é o amor
senão a pressa
da presa
em prender-se?

A pressa
da presa
em
perder-se


--------


A festa
Ana Martins Marques

Procuramos um lugar
à parte.
Como se estivéssemos
em uma festa
e buscássemos um lugar
afastado
onde pudéssemos
secretamente
nos beijar.
Procuramos um lugar
a salvo
das palavras.

Mas esse
lugar
não há.


--------


"Um dia vou aprender a partir
vou partir
como qu…

O fim do Blog do Ël Mirdad

Esta é a última postagem do Blog do Ël Mirdad (que um dia já foi Farpas e Psicodelia). Ao fim, foram 1.083 postagens em 8 anos de atividade, de 2009 a 2016. Divulguei o trabalho de muitos artistas, nas áreas da música, literatura e audiovisual (eventos, shows, quadrinhos, etc.), e também o meu trabalho como compositor, escritor e produtor cultural. Das seções que fiz, a que mais me orgulhou foi Leituras. Abaixo, seguem duas imagens com estatísticas que o próprio Blogger oferece, apuradas em 22 de dezembro. O motivo para o fim desse blog é que não assinarei mais como Emmanuel Mirdad, e não tem lógica manter um canal de comunicação vinculado a esse nome.


Algum dia farei outro blog? Acho difícil. Caso faça, divulgarei apenas o meu trabalho como escritor, o único que continua, assinando, a partir de 2017, como Emmanuel Rosa.


Muito obrigado pela sua audiência. E espero que o Google mantenha esse acervo ativo, para quando você quiser voltar por aqui e ler (ou ouvir) algo que lhe agradou, d…