Pular para o conteúdo principal

Seleta dos melhores álbuns do Embrulhador 2013

Minha seleção dos melhores álbuns da seleta do Embrulhador 2013


O site Embrulhador, do produtivo e responsável crítico Ed Félix, todo ano solta uma seleção dos 100 melhores álbuns da música brasileira, um trabalho extenso e criterioso (e controverso também, como qualquer lista). Em janeiro passado, foi a vez da lista 2013 (veja e escute aqui), que passei esses meses devorando minunciosamente para fazer a minha seleta da seleção do Embrulhador 2013 (ano passado foi a 1ª vez que fiz a seleta - confira aqui). 


Primeiro pensei em fazer uma seleção por critérios jornalísticos, musicais, justificativas baseadas em crítica musical, mas depois desisti. Meu único critério da lista dos 20 melhores do Embrulhador 2013 foi gosto. Isso mesmo, gosto, simples assim. E muito obrigado Ed e sua lista fodástica por me apresentar Toni Ferreira, Nevilton, Márcio Lugó, Luz Marina e vários artistas que ainda não conhecia. Parabéns e continue sendo essa enorme e necessária peneira, cada vez mais importante diante de tanta produção nessa contemporaneidade de excessos e quase nenhuma plateia. Para quem quiser conferir minha seleção baseada no umbigo do gosto, basta conferir os links abaixo:





1º) Toni Ferreira
     Toni Ferreira
     Ouça aqui








2º) Nevilton
     Sacode
     Ouça aqui







3º) Márcio Lugó
     Liberdade Aparente
     Ouça aqui







4º) Luz Marina
     Luz Marina
     Ouça aqui







5º) Gisele de Santi
     Vermelhos e Demais Matizes
     Ouça aqui







6º) Patrícia Bastos
     Zulusa
     Ouça aqui







7º) Músicas do espinhaço
     Janelas
     Ouça aqui








8º) Castello Branco
     Serviço
     Ouça aqui








9º) Kristoff Silva
     Deriva
     Ouça aqui








10º) Coladera
       Coladera
       Ouça aqui








11º) Fernando Temporão
       De Dentro da Gaveta da Alma da Gente
       Ouça aqui







12º) Juliano Gauche
       Juliano Gauche
       Ouça aqui








13º) Thiago França
       Malaguetas, Perus e Bacanaço
       Ouça aqui








14º) Vanessa Moreno e Fi Maróstica
       Vem Ver
       Ouça aqui








15º) Dani & Debora Gurgel Quarteto
       Um
       Ouça aqui








16º) Baleia
       Quebra Azul
       Ouça aqui








17º) Alexandre Klinke
       Terreiro
       Ouça aqui








18º) A Fase Rosa
       Homens Lentos
       Ouça aqui







19º) Bruno Fleming
       Cama Mole
       Ouça aqui








20º) Godasadog
       Hoje
       Ouça aqui





Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O grito do mar na noite no site do jornal Rascunho

Resenha do livro O grito do mar na noite (Via Litterarum, 2015), publicada no Rascunho #192, de abril de 2016, por Clayton de Souza, disponível para leitura no site do jornal.

Leia aqui

A mesma resenha na versão impressa do jornal aqui

Foto do autor: Sarah Fernandes

Cinco poemas e três passagens de Ana Martins Marques no livro Da arte das armadilhas

Ana Martins Marques (foto daqui)

Espelho
Ana Martins Marques

                                     d’après e. e. cummings

Nos cacos
do espelho
quebrado
você se
multiplica
há um de
você
em cada
canto
repetido
em cada
caco

Por que
quebrá-
-lo
seria
azar?


--------


Teatro
Ana Martins Marques

Certa noite
você me disse
que eu não tinha
coração

Nessa noite
aberta
como uma estranha flor
expus a todos
meu coração
que não tenho


--------


Penélope
Ana Martins Marques

Teu nome
espaço

meu nome
espera

teu nome
astúcias

meu nome
agulhas

teu nome
nau

meu nome
noite

teu nome
ninguém

meu nome
também


--------


Caçada
Ana Martins Marques

E o que é o amor
senão a pressa
da presa
em prender-se?

A pressa
da presa
em
perder-se


--------


A festa
Ana Martins Marques

Procuramos um lugar
à parte.
Como se estivéssemos
em uma festa
e buscássemos um lugar
afastado
onde pudéssemos
secretamente
nos beijar.
Procuramos um lugar
a salvo
das palavras.

Mas esse
lugar
não há.


--------


"Um dia vou aprender a partir
vou partir
como qu…

O fim do Blog do Ël Mirdad

Esta é a última postagem do Blog do Ël Mirdad (que um dia já foi Farpas e Psicodelia). Ao fim, foram 1.083 postagens em 8 anos de atividade, de 2009 a 2016. Divulguei o trabalho de muitos artistas, nas áreas da música, literatura e audiovisual (eventos, shows, quadrinhos, etc.), e também o meu trabalho como compositor, escritor e produtor cultural. Das seções que fiz, a que mais me orgulhou foi Leituras. Abaixo, seguem duas imagens com estatísticas que o próprio Blogger oferece, apuradas em 22 de dezembro. O motivo para o fim desse blog é que não assinarei mais como Emmanuel Mirdad, e não tem lógica manter um canal de comunicação vinculado a esse nome.


Algum dia farei outro blog? Acho difícil. Caso faça, divulgarei apenas o meu trabalho como escritor, o único que continua, assinando, a partir de 2017, como Emmanuel Rosa.


Muito obrigado pela sua audiência. E espero que o Google mantenha esse acervo ativo, para quando você quiser voltar por aqui e ler (ou ouvir) algo que lhe agradou, d…